Início » Negócios » Uber fecha divisão de caminhões autônomos

Uber fecha divisão de caminhões autônomos

Mas o projeto de carros autônomos continua de pé (daquele jeito)

Por
1 ano atrás

Além de investir em carros autônomos, o Uber tentou criar caminhões que dirigiam sozinhos. Não deu certo: nesta segunda-feira (30), a empresa de transporte anunciou que está fechando a divisão de caminhões autônomos, encerrando o desenvolvimento de uma tecnologia que gerou grandes dores de cabeça para a companhia.

A divisão de caminhões autônomos do Uber nasceu a partir da startup Otto, comprada em 2016. O cabeça da Otto era Anthony Levandowski, ex-funcionário do Google acusado de roubar documentos sigilosos relacionados aos veículos autônomos do buscador. Ele foi demitido do Uber em fevereiro por não colaborar com as investigações, e o Uber pagou US$ 245 milhões ao Google para encerrar um processo.

Um dos feitos do Uber foi o desenvolvimento de um caminhão autônomo que percorreu quase 200 km transportando 50 mil latas de cerveja. Mas, desde que a empresa foi processada pelo Google por roubo de propriedade intelectual, quase não houve novidades sobre o projeto — e o episódio do carro autônomo que matou uma pedestre certamente contribuiu para deixar os caminhões em segundo plano.

Agora, o Uber vai focar os esforços no projeto de carros autônomos. Na semana passada, a empresa voltou a testar os veículos em vias públicas — mas, desta vez, eles estarão sob o controle de humanos a todo momento.

Com informações: TechCrunch.

Mais sobre: ,