Início » Brasil » Correios são investigados pelo Procon-RJ por taxa para produtos importados

Correios são investigados pelo Procon-RJ por taxa para produtos importados

O Procon-RJ espera que os Correios justifiquem a cobrança e expliquem como ela será implantada

Victor Hugo Silva Por

Os Correios terão de prestar alguns esclarecimentos a respeito da taxa de entrega de R$ 15 voltada para produtos importados. Após o anúncio da estatal, o Procon do Rio de Janeiro abriu uma investigação preliminar para entender os motivos da cobrança.

Segundo a entidade, os Correios terão 15 dias úteis para justificar a taxa e informar como ela será implantada. O Procon-RJ também deseja saber exatamente o que é o despacho postal, como a cobrança tem sido identificada.

Além disso, a investigação solicitou uma planilha de despesas que mostre a necessidade dos R$ 15 para encomendas internacionais. Os Correios ainda deverão responder se houve algum aviso prévio aos consumidores.

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, também busca detalhes sobre a decisão. Ao Globo, a titular da Senacon, Ana Lucia Vasconcellos, disse que o presidente dos Correios, Carlos Roberto Fortner, foi convocado para explicar a taxa. Segundo ela, o objetivo é entender os motivos e os impactos da cobrança.

Nesta quarta-feira (29), Fortner deu uma entrevista coletiva para esclarecer a cobrança do despacho postal para todas as encomendas internacionais. Segundo ele, o valor de cada entrega poderá gerar até R$ 4,5 milhões por dia à estatal.

O presidente dos Correios justifica a decisão com base no crescimento de compras realizadas em sites do exterior. Diariamente, a empresa recebe entre 100 mil e 300 mil produtos importados. Entre 2016 e 2017, o volume de encomendas internacionais cresceu cerca de 80%.

“O valor arrecadado com a cobrança será destinado a custear a estrutura necessária ao desembaraço alfandegário, um custo que estava sendo embutido em outros serviços”, disse Fortner durante a coletiva.

Até segunda-feira (27), quando a cobrança entrou em vigor, os consumidores só precisavam pagar a taxa para encomendas tributadas pela Receita Federal. Porém, esse grupo representa apenas 3% do total de pacotes internacionais e não chega a influenciar tanto o faturamento da empresa.

Petição contra a taxa dos Correios

Com o anúncio dos Correios, os consumidores estão se organizando por meio de petições para pedir o fim do despacho postal. No portal e-Cidadania, do Senado Federal, há ao menos quatro propostas nesse sentido.

Até o fechamento desta nota, uma delas tinha cerca de 23 mil apoios. Por ter passado a marca de 20 mil apoios, a “ideia legislativa”, como é chamada no portal, será analisada pelos senadores. A primeira etapa envolve a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, que poderá sugerir uma discussão mais ampla na Casa.

Com informações: Agência Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leo O

E aí, foi bom tirar a Dilma? Na época do PT, era meia-boca o serviço, mas raramente era taxado. E quem fala em privatizar para melhorar: sua empresa de telefonia é privada, a empresa que fornece energia também. E elas funcionam uma maravilha, né? Quem não esta satisfeito com os Correios Estatal, pode escolher uma empresa privada e pagar muito mais pelo frete. Os Correios do Estado só tem um preço relativamente baixo por ter subsídios. Se privatizar, acaba isso, e os preços explodem. Logística no Brasil é complicada, só ver o tamanho do país, então, privatizar não é a solução, mas a empresa ter uma melhore estrutura e mais funcionários.

Rodrigo Siqueira

E se fosse menor que 10 reais, ou proporcional ao custo do frete, faria muito mais sentido e não levantaria tanta suspeita ou geraria revolta como foi. Não faz sentido algum comprar um cabo usb e pagar 15 reais para "custos operacionais" e comprar um celular e pagar os mesmos 15 reais, sabe aqueles comércios de antigamente que o preço era de acordo com a cara do freguês? a impressão que eu tenho é que alguém acordou e pensou: "é acho que quinze reais é um valor legal para cobrar"

Alberto Prado

Eu não sei qual é o custo real do frete na china. Pode ser até que o governo de lá subsidie de alguma forma pra incentivar as exportações. Mas eu sei do custo que aqui pois já trabalhei nos Correios e posso fala que esses USD $1,50 não cobriria os custos desse lado de cá. Agora pensa comigo, esses USD $1,50 fica lá integralmente, vem pra nós integralmente ou é dividido pelas duas empresas com a maior parte ficando lá?
Já te adianto que se eles seguissem o acordo internacional de postagem, eles teriam que repassar uma parte para a ECT. Mas eles não seguem. E não só o Brasil que está achando ruim essa história, tem outro países que tb estão incomodados com isso.
Mas ainda assim eu acho que esses R$ 15,00 é um valor caro. Eles estão querendo cobrir o rombo com essas receita extra. Pela que me recordo dos valor das despesas, esse custo poderia ser menor que R$ 10,00.

Rodrigo Siqueira

O frete é proporcional ao volume e peso, se for um cabo usb, quantas centenas cabem em uma caixa de sapato? Aí vai custar 1,50usd sim, o difícil é dizer que aquele cabo usb de 3usd+1,50 de frete que você comprou, custa 15 reais para ser entregue na sua casa na terceira tentativa de entrega.

você acredita que o vendedor não paga o frete? apenas muda o lado da mesa, se é frete grátis para o consumidor, quem paga é o vendedor.
Já usou ou conhece alguém que usou o iCasei? Ele devoram uma taxa em cada presente que o convidado compra, os que casam escolhem se a taxa é paga pelo comprador ou pelo casal, em sua maioria, "para não ficar feio", quem se ferra é o casal.

Kowalski_dcr

alguns paises fizeram um acordo para melhorar o sistema de correios.. o EPACKET 1 preço justo com algumas regras de peso e tamanho.. entao vc escolhe essa modalidade paga a mais.. chega no brasil e vem essa ladainha!... o BRASIL ANDA NA CONTRA MAO DO RESTO DO MUNDO. e ainda vem me falar que PT é a solução deste país... (veja! correios esta uma mafia desde o inicio do governo dilma)

All Borgs

Não conheço dencia!!! Quem é?

Vitor Hugo

tempo de resposta: até 10 dias úteis.

LekyChan

a entrega era gratis, a não ser para encomendas taxadas onde eles cobravam 12 reais por ela.

Jeffrey Sinclair | ᴳᶤᶻᴾʳᵉᵐᶤᵘᵐ

Atrasado como os correios né?

Toalhinha

Mas até que tinha barateado, acho que deve ser outra coisa que levou o preço pra cima e ai talvez quem sabe eles aproveitaram e deixaram nas alturas.

Vitor Hugo

tem que forçar a barra pra privatização fazer mais sentido né kkkkkk

Edy

Eu não falei que é ou não roubo, muito menos defendi a nova taxa, também acho ela errada.
Não sei se você sabe mas já noticiaram este problema de mercadorias sendo enviadas por modalidades erradas, é o que eu falei, o povo compra celular (ou outras mercadorias que vem em CAIXAS) e paga frete por "CARTA", que não cobre os custos.
O "correto" seria o Correio não aceitar a encomenda enviada por uma modalidade errada, porém iriam reclamar muito mais se os Correios devolvessem suas muambas, não é...

Em outras palavras, o povinho reclama dos Correios mas eles é que são os culpados... e o pior é que a nova taxa será cobrada em todas as modalidades de frete...

Felipe Savaris

vai atrasar mais ainda por que agora vc tem que ficar de olho num rastreio e depois de pago o boleto e compensado pela agencia depois de sabe la quantos dias vai depender da boa vontade de um funcionário dos correios ir lá no meio de milhões, achar sua encomenda e dar destino. Por que se chega 300 mil por dia, obviamente vai ter gente demorando varios dias até se dar por conta da pendência do pagamento e como eles vão achar sua pequena encomenda que foi paga la no meio??. Isso foi o maior tiro no pé. Além de comprar grande briga com a China que ja ta puta com isso, dizem que vai cair até 70% das compras chinesas. A China vai onerar produtos brasileiros em retaliação e no fim vai fuder com todo mundo e quem vai ter que pagar a merda feita somos nos pq vai sobrar pro governo....

intica

Sugiro aos órgãos "competentes" que consultem a UPU(União Postal Universal) se essa "tática" dos Correios não fere os tratados internacionais dos quais o Brasil e Signatário.

Jayme Ribeiro

Os correios reclamam que aumentou a quantidade de encomendas. Se aumentou o número de encomendas aumentou o lucro, ou será que os correios fazem entrega grátis?
Conseguiram acabar com os correios, indicação política tem que acabar.

Exibir mais comentários