Início » Telecomunicações » Claro anuncia fim da marca NET e absorve TV por assinatura e internet fixa

Claro anuncia fim da marca NET e absorve TV por assinatura e internet fixa

Claro e NET já faziam parte da mesma empresa desde 2011 com TV, telefone fixo e banda larga

Paulo Higa Por

A Claro anunciou nesta quinta-feira (11) que a marca NET deixará de existir de forma independente. Os serviços de TV por assinatura, banda larga e telefonia fixa, até então oferecidos pela NET no segmento residencial, passarão a ser vendidos sob a marca da Claro, da mexicana América Móvil.

Claro e NET

As empresas já haviam anunciado uma integração de serviços em 2011, mas mantinham operações com marcas distintas para os segmentos móvel, fixo e corporativo. Embora a integração de nomes esteja sendo revelada publicamente agora, Claro e NET faziam parte da mesma companhia no Brasil, a Claro S/A, desde 2015.

A unificação para o nome Claro era esperada: todas as operadoras da América Móvil se chamam Claro, exceto no México, que adota a marca Telcel. E, embora a marca NET ainda fosse conhecida por atender o mercado de TV por assinatura e banda larga, o nome Claro já está presente em mais de 4 mil cidades brasileiras onde a empresa atua com telefonia móvel.

Do trio de marcas no país, apenas a Embratel segue como independente: ela será “dedicada às soluções que incluem aplicações em nuvem, segurança digital, IoT e serviços de TI”, segundo a Claro. Já os produtos e serviços para pequenas e médias empresas, anteriormente oferecidos pela NET Empresas, ficarão sob o guarda-chuva Claro Empresas.

As mudanças já foram refletidas no site da Claro, que passou a comercializar todos os serviços de banda larga fixa, TV a cabo e telefone fixo sob uma mesma marca. O programa de benefícios Claro Clube também será unificado para todos os clientes. Quanto aos canais de atendimento e planos de serviços, nada muda.

Colaborou: Lucas Braga.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

vampent mineruo

em alguns lugares é muito difícil entregar internet, tem certas cidades/bairros em que a inadimplência chega a 70% aí complica, ninguém ta afim de jogar dinheiro fora, olha o exemplo da Oi, uma empresa gigantesca, mas devido as suas obrigações por força de lei estatal, se encontra nesse prejuízo, e agora enfrenta a maior recuperação judicial da história da américa latina, não tem saída, sem contar os impostos, pra vc ter noção uma ONT de fibra homologada com todos os impostos pagos chega a custar cerca de 350 reais!
Pra ativar 1 cliente, é 4 meses de prejuízo e depois vai ter retorno, após 8 meses é que ele vai gerar lucro, mesmo assim tem o custo do link, rota, manutenção...

Ogami

Acho que o mesmo preciso fazer...

Cassio Neves

Pois é, aqui eu pago basicamente isso por 15 megas. E não são tão estáveis quanto deveriam (Ping 40 que as vezes vira 700)
Então aqui eu acho bem carinho tlg?

vampent mineruo

onde moro tenho 100 megas por 119 reais, na moral, pra um pais EMERGENTE eu nao to achando caro nao

vampent mineruo

ta cara, mas provedor de internet é bem diferente de carro, na industria de carros é fato que existe oligopolio, ja no provedor de internet o custo é mais alto, ganha-se bem pois é renda recorrente

Leumas Ninguem

IPTV aqui bomba kkkkk

Michel

Desde quando uma ligação de um telefone comum saindo do presídio é culpa da vivo?

Cassio Neves

E aonde eu disse que é feito com magia? Você citou o modem, eu comentei sobre ele.
Sobre os outros custos, em nenhum momento eu afirmo que eles são poucos, apenas enfatizo que pode-se praticar preços melhores se a ganância nao fosse tão excessiva
É parecido com a industria automobilistica. Produzir um carro envolve N custos, desde o pessoal até um parafuso que quebrou e teve que ser reposto.
Entretanto, é esse custo o responsável pelo preço abusivo do carro nacional, ou simplesmente a ganancia excessiva da montadora?
O Golf é um belo exemplo disso, que quando veio importado custava 70k com motor 1.4 TSI, e até ano passado n saia por menos de 100k com 1.0 TSI, em fabricação nacional, sendo que o custo de produção aqui é menor que a importação.
Será porque?

vampent mineruo

Nesse ponto que vc tocou é o fato que falta concorrência, graças aos montantes de regulações e taxas impostas aos provedores e a tudo aquilo que faz parte da cadeia.

vampent mineruo

Tem custo do link, da rota, manutenção, troca de swich que queima direto, mão de obra, o pessoal do plantão e ainda o salario do dono (lucro)
É, acho que tem bastante custo, mas vc prefere achar q e so ligar um cabo no outro e o resto é feito com magia

Cassio Neves

Com uma mensalidade ela já pagou o modem e a partir daí é só lucro
Onde fraudes no sistema abalariam um sistema tão positivo assim para a empresa?
Não dá pra justificar preço elevado com ''skygato ou gatoNET'' .

Cassio Neves

De maneira alguma, entretanto questiono o apresentado pelo cobrado.
Lucro é objetivo, mas não significa que ele tenha de ser elevado sem o devido retorno ao consumidor.

vampent mineruo

Só o modem usado pra te atender é 300 reais, não tem mágica nao cara

vampent mineruo

n tem malandragem não, essa é a medida padrão da taxa de vazão.

vampent mineruo

Exato! Tenho 400 megas de link dedicado puro para PROVEDORES da Vivo, funciona que é uma beleza, tenho roteador e concentrador de qualidade na empresa então os clientes sempre dão nota 10 para o serviço, lag zero.

Exibir mais comentários