Início » Telecomunicações » “Ultra banda larga” cresce 75% em um ano e conexões lentas diminuem, diz Anatel

“Ultra banda larga” cresce 75% em um ano e conexões lentas diminuem, diz Anatel

Claro/NET é a operadora com maior número de clientes de internet fixa, seguida por Vivo e Oi; telefonia fixa continua em declínio

Lucas Braga Por

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgou os números referentes ao serviço de banda larga e telefonia fixa de junho de 2019: as conexões acima de 34 Mb/s, consideradas como “ultra banda larga” pela agência, cresceram 75% em doze meses; enquanto isso, o número de acesso em velocidades de até 500 kb/s caiu pela metade. Além disso, foram encerradas mais de 3 milhões de linhas fixas no último ano.

O serviço de internet foi incluído em mais 1,28 milhão de domicílios no último ano. A Claro (incluindo a NET) é a operadora com o maior número de clientes, seguida por Vivo e Oi.

As empresas de pequeno porte possuem, somadas, mais acessos do que Vivo e Oi. No total são 5,5 mil prestadoras de pequeno porte, mas 506 delas não enviaram os números de junho para a Anatel.

Veja os dados:

Operadora Market share Número de clientes Variação anual
Claro 30,08% 9,53 milhões + 3,97%
Operadoras de pequeno porte 25,91% 8,24 milhões – 7,09%
Vivo 23,31% 7,39 milhões – 2,62%
Oi 18,16% 5,75 milhões – 1,5%

A tecnologia mais utilizada é xDSL, que utiliza par metálico telefônico, com 11,1 milhões de acessos, seguida pelo cabo, com 9,55 milhões de acessos. Acessos via fibra óptica somam 7,2 milhões de acessos, enquanto 3,7 milhões de domicílios são atendidos por outras tecnologias.

Conexões lentas perdem espaço para “ultra banda larga”

Uma boa notícia é que a velocidade contratada está cada vez maior. No último ano, os acessos superiores a 34 Mb/s cresceram em 75,3%, aumento de 4,52 milhões; foi o único recorte que apresentou crescimento. Os acessos com velocidades de até 0,51 Mb/s foram os mais reduzidos, com 372 mil desligamentos (queda de 48,5%).

É bem provável que esse resultado continue se repetindo nos próximos meses: as operadoras estão oferecendo planos com velocidades cada vez maiores, e o acesso a tecnologias de fibra óptica é cada vez mais popular.

Estas são as faixas de velocidade utilizadas nos domicílios em junho de 2019:

  • até 2 Mb/s: 14,2%
  • 2 a 12 Mb/s: 27,9%
  • 12 a 34 Mb/s: 24,6%
  • acima de 34 Mb/s: 33,2%

Telefone fixo segue perdendo mercado

Em junho de 2019, a Anatel registrou um total de 35,6 milhões de linhas de telefonia fixa, que continua em queda. No último ano, houve redução de mais de 3 milhões de linhas.

O resultado é de se esperar: o hábito do consumidor mudou e o telefone fixo deixou de ser um item necessário para muitas pessoas. O uso da telefonia celular e internet acaba substituindo as linhas fixas tradicionais.

Com informações: Anatel, [2]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leonardo Ricardo Dos Santos

Eu já conto com 60 mega de velocidade! Muito boa mesmo, que em breve venha 200 mega ou até mais pelo mesmo preço.

Hélio Aparecido Justino

A Anatel ainda fica presa aos Grandes Telecom Vivo, oi, Claro/net, com velocidades pífias de até 10Mb, ultra velocidades é após 100Mb #AnatelCaiNaReal !!!

Hélio Aparecido Justino

São João da Boa Vista - SP fomos libertados da Internet Medíocre e Precária da Vivo/Telefonica hoje temos Internet de 60Mb R$ 79,90, 100Mb R$ 99,90, R$ 250Mb R$ 149,90, e 300Mb R$ 199,90 e todas com 50% do contratado em Upload.

algorges

também tenho este receio. mais ainda, em virar uma gvt que no começo era boa, ai vendeu um monte e não ampliou a rede e ficou uma M. Até o momento está fluindo bem.

João

Quando eu pesquisei na época que tava procurando um provedor pra cá era no plano normal, pelo menos no estado de SP. Pequenos provedores também cobravam 99 na maioria das cidades, principalmente qdo tem Vivo ou Net nelas.

Comentário Mil Grau℗

Ela monopoliza com internet ADSL de má qualidade que vc não consegue mexer direito com duas pessoas na conexão. Os pequenos provedores aproveitaram essa brecha da Vivo que só fibra em grandes centros e estão à todo vapor fibrando as periferias, aglomerando clientes e conquistando mais terrenos. Claro que sempre tem um ou outro provedor pequeno ruim, mas geralmente a maioria são de qualidade.

Ronan Alves de Souza Filho

Eu tinha oi Velox 15mb, era até razoável. Mas a oi aqui em Goiás dominava o estado...Já hoje ninguém mais usa. Deixou o cavalo passar arriado e não aproveitou. Aqui tem até 200 Mb por 140 reais. Agora um outro provedor tbm que é a rádio e perdeu muito cliente fibrou a cidade toda kkkk, já vai começar a oferecer 250mb com ftth tbm é deixar rádio de lado. Assim que eu gosto!! Nada como uma concorrência.

Porto Velho

Pequenos provedores (menos de 5000 clientes) não precisam de licença especifica pra operar. Basta puxar um link (ou contratar da Telebras, Oi ou Embratel) e vender internet.

Jefferson Rodrigues

Pela fama que as operadoras têm, acredito que a sua alegria vai durar uns 3 anos. Falo isso tendo como exemplo a rede 4G, que já não oferece as altas velocidades que ofereceu no passado, quando existiam poucos usuários. Acho que isso vai acontecer o mesmo comigo. A rede de fibra da operadora local também é nova e não há tantas pessoas usando ela.

Porto Velho

Com as exigências da Anatel não compensava mesmo. Esses pequenos provedores se espalharam porque a agencia dispensou de licença especifica, tornando o custo muito menor. Ai passou a compensar financeiramente. Dispensa as grandes de papelada inútil pra ver se elas não vão até uma aldeia indígena no meio do Acre.

Porto Velho

Em 2017 pequenos provedores (menos de 5 mil clientes) foram dispensados de licença por parte da Anatel. Foi esse o "fenômeno" que aconteceu.

E tem uma galerinha que ainda teima em dizer que o Estado tem que controlar porque o "livre-mercado" é prejudicial ao consumidor, que as empresas são malvadonas e vão torturar os clientes em calabouços caso o Estado não exija uma papelada inútil delas.

E essa barreira de 5 mil clientes ainda é bem idiota. Um provedor pequeno aqui da cidade não vende mais planos porque atingiu o limite, mesmo tendo capacidade na rede pra atender mais residências. Tinha que acabar com isso. Se não há impedimento natural pra concorrência (como no celular com frequências limitadas), não faz muito sentido limitar artificialmente a entrada de concorrência.

Baidu feat MC Brinquedo

Oi fibra.

Rede nova, não sei se minha alegria vai durar por muito tempo, mas por enquanto é só alegria.

Porto Velho

Pra internet fixa é relativamente simples. Pra telefonia fixa (quem liga?) e celular (por conta do espectro limitado) é que complica.

Porto Velho

Tá igual a finada Brasil Telecom. Vendia planos 3G de 250kbs, 600kbps e 1Mbps, mas se tivesse o modem branco, não conseguia usar a internet, não funcionava. Se tivesse o modem preto, a velocidade era o que a rede suportava. Como nao tinha limite, tinha um monte de gente pagando R$49,90 pra ter internet de 7 ou 8mbps (isso a 10 anos atrás era uma baita velocidade e o preço era ínfimo). Ate que a Oi chegou e acabou com a farra. Os planos continuaram ilimitados, mas a velocidade se limitou ao plano contratado. Pelo menos os modens brancos passaram a funcionar.

jacob

Só se a estrutura do provedor for muito ruim, um rádio bem configurado e com visada aceitável vai te acrescentar no máximo uns 3-5ms a mais no ping, não é exatamente o fim do mundo.

Exibir mais comentários