Início » Negócios » Uber demite 350 funcionários nas divisões do Eats e de carros autônomos

Uber demite 350 funcionários nas divisões do Eats e de carros autônomos

Uber também fez demissões nas equipes de marketing, produto e engenharia; empresa teve prejuízo recorde de US$ 5,2 bilhões

Felipe Ventura Por

A Uber realizou mais uma rodada de demissões: 350 funcionários de várias equipes deixarão a empresa, incluindo do Eats e do ATG (Advanced Technologies Group), responsável pelo desenvolvimento de carros autônomos. Recentemente, outras 750 pessoas também foram demitidas nas áreas de marketing, produto e engenharia.

Carro autônomo da Uber

O CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, diz em e-mail interno que esta é a terceira e última fase de demissões. Cerca de 1% dos funcionários foram dispensados desta vez, segundo o TechCrunch. Mais de 70% das pessoas afetadas trabalham nos EUA e no Canadá; o restante está distribuído pela América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA (Europa, Oriente Médio e África).

“ATG, Eats, Viagens e Plataforma Globais (operações de viagens, operações de comunicação, segurança e seguros, U4B [Uber for Business] e operações de produtos), Marketing de Performance e Recrutamento fizeram alterações”, escreve Khosrowshahi no e-mail. “Como parte disso, alguns de nossos funcionários estão sendo solicitados a se mudar, e cerca de 350 deixarão a empresa.”

O ATG é o grupo de tecnologias avançadas da Uber, que trabalha principalmente em tecnologias para carros autônomos. A empresa acredita que essa será a chave para se tornar lucrativa, porque será possível manter até 100% do valor das corridas, já que não haverá um motorista para dividir os ganhos.

Mesmo com as demissões, o ATG conta com mais de 1,2 mil funcionários. O valor dessa divisão é estimado em US$ 7,25 bilhões.

Uber teve prejuízo recorde de US$ 5,2 bilhões

“Dias como hoje são difíceis para todos nós; a ELT [Executive Leadership Team, equipe de liderança executiva] e eu faremos tudo o que pudermos para garantir que não precisaremos nem teremos outro dia como esse pela frente”, diz Khosrowshahi no e-mail.

Em julho, a Uber demitiu 400 dos 1.200 funcionários em sua equipe global de marketing. Em setembro, foram dispensadas 170 pessoas da equipe de produto e mais 265 da divisão de engenharia.

A empresa teve prejuízo recorde de US$ 5,2 bilhões no segundo trimestre: boa parte desse resultado negativo ocorreu por causa do IPO, devido à remuneração em ações para os funcionários. No entanto, mesmo descontando isso, as perdas foram superiores a US$ 1 bilhão, daí o corte de custos.

Com informações: TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wagner Sabor

Tem uma instituição legal chamada SEBRAE, dá uma passada lá e se informa, tem N outras áreas a serem exploradas para empreender. Que eu saiba o Uber não obriga ninguém a ser motorista pra eles, obriga?

johndoe1981

Jesus amado, nunca li tanta abobrinha na minha vida.

ricms

Toda noticia de Uber e vem vc de novo. NINGUÉM É OBRIGADO A SER DO UBER.

Dayman Novaes

Claro, ninguém é à prova de falhas futuras. Mas eu não disse isso, disse que investidores não esquecem cálculos financeiros básicos, como esses de custo de veículos e depreciação. Claro que calcular isso não os torna à prova de falhas.

Tiago Celestino

Cara, depois da WeWork, não sei se podemos dizer que os investidores são pessoas que realmente não podem falhar nos pensamentos futuros. Claro, não estou generalizando.

Marcos Aurélio Soares

Coloquem o título no YouTube " uberizacao "
Tem um vídeo de 8 minutos, vocês vão entender..
Entre nos grupos fechados de motoristas e Veja a verdadeira realidade

A uber explorando os motoristas

Marcos Aurélio Soares

Tem uma frase no mercado financeiro que diz;
" Não existe almoço grátis Antes "
.
Antes a uber praticava " dumping " contra os taxistas com o próprio dinheiro, sempre fechou o ano prejuízos bilionários
.

Hoje, principalmente na América Latina, a uber , descobriu que pode viver da rotatividade de motoristas, a uber contrata youtubers Influencers, usa truques psicológicos pra iludir os coitados dos motoristas..
Bora ver a realidade;

A uber mudou o contrato entre passageiros e motoristas, hoje a uber paga por km
.exemplo:
A uber paga 1.05 POR KM
1.05
- combustível
- manutenção
- prestação ou aluguel do carro
- seguro verdadeiro
___
Sobra 0.50 centavos por km
.....
Quando o carro é alugado, o km adicional das locadoras é de 0.50 centavos por km, ou seja, os motoristas de carro alugado trocar figurinhas e muitas vezes paga pra trabalhar..😂😂😂😂😂

Paquito78

Não enquanto tiver gente como muitos nesse fórum, com dinheiro, acreditando nessa maluquice. O caso WeWork é notório em mostrar a sandice atual dos investidores

Paquito78

Eles não esqueceram. Eles simplesmente omitem, com a certeza de que gente como você irá acreditar no que eles dizem. Já leu o prospecto do IPO da Uber nos EUA? Leia. Deveras interessante.

Paulo Toledo

Aí vão surgir grupos menores de aplicativos como regionais com associação de motoristas que vão quebrar a Uber e demais desse ramo . Pois se alguns motoristas se associarem e criarem um aplicativo vão ter que dividir os lucros entre si apenas . O prejuízo é por causa de gastos com essa ideia de carro autônomo , coisa que nenhum Governo em sã consciência vai aprovar , vai gerar desempregos e roubos em massas desses veículos , fora que cada região tem suas características específicas.
A ganância e o poder destrói a alma .

Gabriel Mazetto

WeWork

Dayman Novaes
o Uber traça isso como futuro num plano extremamente simplista

Onde você teve acesso ao plano estratégico do Uber?

A menos que você tenha tido acesso para afirmar isso, acho extremamente improvável que investidores e executivos com mais de 30 anos de experiência de mercado tenham simplesmente "esquecido" isso.

zephyr1an

primeiro que Uber nunca vai usar carros autônomos...imagina quanto ela vai ter que imobilizar de capital para comprar, ou arrendar ou alugar carros autônomos...depois, vai ter toda a parte operacional: manutenção, combustível, garagens, etc

segundo que Uber deve estar muito, mas muito atrás da Waymo em matéria de tecnologia para carros autônomos, Waymo começou bem lá atrás, com o Google...se alguém vai ter tecnologia pra licenciar vai ser a Waymo

terceiro que carro autônomo para ambientes open world está muito longe ainda, diria que de 20 a 40 anos...a IA para carros autônomos em open world simplesmente não existe ainda

mudando um pouco o foco da discussão, eu acho muito mais próximo o uso de táxis aéreos elétricos (não autônomos) para uso em ambiente urbano, especialmente para uso corporativo...existem vários (ou muitos, sei lá) veículos que funcionam (aparentemente) sem problemas, acho que é mais uma questão de alguma empresa (Uber ?) encarar o desafio, e claro, algum país aceitar criar uma legislação para o uso de táxis aéreos

Andre Badiani

Concordo com todo mundo, mesmo pensando em pontos diferentes,vejo que tem uma outra coisa ai, caso a Uber consiga fazer o carro autônomo funcionar, somente caso isso aconteça ela ainda vai poder lucrar com o licenciamento da tecnologia, que om certeza vai ser vendida para grandes empresas do meio automotivo, temos que ver que tem muitas querendo essa tecnologia e nada melhor que ver uma empresa quebrar, digo investir para que elas consigam ter a tecnologia ponta, se um dia ela vir a ser verdade aqui nas nossas terras tupiniquins.

Burnerman_X

Esse é realmente um bom ponto. Até aonde o Uber vai aguentar ficar sangrando até seu plano de carros autônomos se concretizar? É possível que ela morra antes de ver isso.

Exibir mais comentários