Início » Internet » Netflix planeja impedir que usuários compartilhem senha com amigos

Netflix planeja impedir que usuários compartilhem senha com amigos

Netflix diz nos termos de uso que assinatura só pode ser dividida com familiares; empresa cresceu abaixo do esperado nos EUA

Felipe Ventura Por
22/10/2019 às 12h22

A Netflix oferece planos que permitem streaming simultâneo em dois ou quatro dispositivos, e diz nos seus termos de serviço que a assinatura só pode ser compartilhada com familiares. No entanto, muitos usuários dividem a senha com amigos e conhecidos; a empresa planeja fazer algo a respeito.

Foto por Go to Thibault Penin's profile Thibault Penin/Unsplash

Michael Morris, analista da Guggenheim Securities, participou de uma entrevista com Greg Peters, diretor de produto da Netflix, durante o anúncio dos resultados financeiros para o terceiro trimestre. Ele perguntou sobre o compartilhamento de senha, e como seria possível abordar isso sem afastar parte dos usuários.

"Continuamos a monitorar isso", disse Peters. "Estamos de olho nessa situação e vamos obter formas amigáveis ao consumidor de abordar isso." O executivo avisou, no entanto, que "não temos grandes planos para anunciar neste momento em termos de fazer algo diferente quanto a isso".

No Brasil, os termos de uso da Netflix permitem o compartilhamento de senha apenas com seus parentes — não com amigos, por exemplo.

"O serviço Netflix e todo o conteúdo visualizado por intermédio do serviço Netflix destinam-se exclusivamente para uso pessoal e não comercial, não podendo ser compartilhados com pessoas de fora da sua família", explica o contrato.

Nos EUA, os termos da Netflix dizem algo diferente: a assinatura "não pode ser compartilhada com indivíduos fora de sua residência". (Por aqui, a empresa traduz o termo "household" como "família".)

Netflix cresceu abaixo do esperado nos EUA

O compartilhamento de senhas foi mencionado após a Netflix divulgar um crescimento abaixo do esperado nos EUA: ela esperava adicionar 800 mil novos assinantes no país, mas só conseguiu chegar a 520 mil. A empresa afirma que isso ocorreu devido ao aumento de preço.

Quanto ao lançamento do Disney+, a Netflix lembra que já compete com outros serviços há mais de uma década, e que nenhum concorrente "tem a variedade, diversidade e qualidade da nova programação original que estamos produzindo em todo o mundo".

O Disney+ será lançado nos EUA em 12 de novembro por US$ 6,99, com 4 streaming simultâneos e suporte a 4K HDR. Pelo mesmo preço, a Netflix tem um plano com 2 transmissões simultâneas e resolução máxima Full-HD.

Os termos de uso da Netflix no Brasil dizem que o serviço e o conteúdo não podem ser "compartilhados com pessoas de fora da sua família":

Termos de serviço da Netflix

Com informações: The Independent, MSPowerUser.

Mais sobre: