Início » Aplicativos e Software » Grin encerra app da Yellow e leva aluguel de patinete para Rappi

Grin encerra app da Yellow e leva aluguel de patinete para Rappi

Yellow não tem mais aplicativo para iPhone e Android; Rappi terá exclusividade temporária sobre patinetes amarelos

Felipe Ventura Por

O aplicativo da Yellow para iPhone e Android foi encerrado: daqui em diante, será necessário acessar o app da Grin para alugar bicicletas e patinetes verdes, e o app da Rappi para desbloquear os patinetes amarelos. Essa mudança pode ser ligeiramente confusa, mas é temporária: no futuro, será possível utilizar todos os patinetes elétricos através da Grin. Os usuários estão sendo avisados via notificação e e-mail.

Patinete da Yellow

Você terá que usar apps diferentes para cada tipo de serviço:

  • Grin: bicicletas Yellow, patinetes Grin e carteira Yellow
  • Rappi: patinetes Yellow e patinetes Grin
  • Yellow: app descontinuado

Nos últimos meses, os apps da Yellow e da Grin se tornaram praticamente idênticos: mudava apenas a cor de destaque (amarelo ou verde), mas os créditos depositados em uma carteira apareciam na outra, e o histórico de corridas era compartilhado.

Por isso, fazia sentido remover o app da Yellow. No entanto, ele foi apenas parcialmente absorvido pelo app da Grin: os patinetes da Yellow exigirão o app da Rappi. Inclusive, eles vão adotar a identidade visual da Rappi, além de trazer etiquetas explicando como utilizá-los.

Eu achei meio confuso, mas isso não vai durar muito tempo. "A exclusividade será temporária e, após esse período, os patinetes da Yellow poderão novamente ser usados pelo app da Grin", diz a Grow Mobility em comunicado. A empresa não revela quando os patinetes amarelos poderão ser alugados pela Grin.

"O objetivo é fortalecer a marca Grin, que já está presente em todos os 7 países onde a Grow tem operação, diferentemente da Yellow, que atua apenas no Brasil", ela explica.

Grin Yellow Rappi

Grin fez fusão com brasileiras Yellow e Ride

O mercado de patinetes elétricos vem se desenvolvendo rápido: em meados de 2018, a startup brasileira Ride passou a oferecer patinetes na cidade de São Paulo. Poucos meses depois, ela anunciou uma fusão com a mexicana Grin para oferecer scooters em nosso país. Na mesma época, a Grin fez uma parceria para alugar patinetes através do aplicativo da Rappi, focada em entrega de produtos em geral.

Então, em janeiro de 2019, a Grin anunciou fusão com a brasileira Yellow, formando a nova empresa Grow Mobility. Dessa forma, elas combinaram suas operações na América Latina e passaram a oferecer, juntas, aluguel de patinete e de bicicleta. A parceria com a Rappi continuou, mas só para patinetes.

A Grow concorre com empresas como Tembici, que fornece os serviços da Bike Itaú; e com a americana Lime. Além disso, Uber e Bird planejam oferecer patinetes no Brasil. Há outras companhias que operam com modelos diferentes: a Scoo tem parceria com o iFood para alugar patinetes aos entregadores; enquanto a FlipOn atua no formato de franquia.