Início » Aplicativos e Software » Microsoft ainda deixa atualizar grátis do Windows 7 para Windows 10

Microsoft ainda deixa atualizar grátis do Windows 7 para Windows 10

Microsoft mantém ferramenta que dá ativação gratuita para atualização do Windows 10 a partir do Windows 7 SP1 ou 8.1 em PCs

Felipe Ventura Por

O Windows 7 deixará de receber atualizações em janeiro de 2020, ficando vulnerável a ameaças de segurança, mas ainda está presente em 27% dos computadores ligados à internet. A Microsoft permitia instalar o Windows 10 sem custo adicional até alguns anos atrás, mas mantém essa ferramenta grátis funcionando até hoje, inclusive para o Windows 8.1.

windows 7 10 microsoft

Ed Bott, da ZDNet, descobriu que a ferramenta de atualização para o Windows 10 ainda funciona em PCs rodando cópias legítimas do Windows 7 SP1 e Windows 8.1. Entre julho e agosto de 2019, ele recebeu dezenas de relatos de pessoas que instalaram o sistema com sucesso em computadores domésticos e de empresas.

O processo é bem simples:

  • visite a página Baixar o Windows 10 no site da Microsoft;
  • clique em Baixar a ferramenta agora;
  • selecione a opção Atualizar este PC agora e clique em Avançar;
  • siga as instruções e espere a instalação terminar;
  • por fim, vá até Configurações > Atualização e Segurança > Ativação e confira se o Windows "está ativado com uma licença digital".

Se você tiver o Windows 7 Starter, Home Basic, Home Premium ou Windows 8.1, receberá o Windows 10 Home. No caso do Windows 7 Professional, Ultimate ou Windows 8.1 Pro, você receberá o Windows 10 Pro. Em alguns casos, a instalação será bloqueada se houver problemas conhecidos de compatibilidade com drivers ou programas já instalados em seu PC.

Feita a atualização, você terá uma licença digital associada ao PC. É possível então formatar o disco e realizar uma instalação limpa da mesma edição do Windows 10 a qualquer momento; neste caso, a ativação é automática.

Baixar o Windows 10

Microsoft não divulga atualização gratuita para Windows 10

A atualização gratuita para o Windows 10 deveria ter acabado em julho de 2016. A Microsoft deu uma extensão de prazo para usuários de tecnologias adaptativas, que poderiam baixar o sistema de graça até o final de 2017 — no entanto, isso estava liberado para todo mundo, pois não havia nenhuma verificação.

Por que isso ainda está funcionando em 2019? Bott tem experiência de mais de uma década em licenciamento do Windows, e suspeita que a Microsoft colocou um limite de tempo no Windows 10 gratuito para não irritar os parceiros OEM, cujo modelo de negócios depende de vender PCs novos.

A Microsoft nem vende licenças específicas de atualização para o Windows 10, apenas licenças para instalar o sistema do zero (a partir de R$ 730). O marketing é focado em novos PCs com Windows para consumidores, e em assinaturas do Windows 10 Enterprise e Microsoft 365 para empresas.

A esta altura do campeonato, os interessados em uma atualização gratuita seriam pessoas com PCs antigos, com pelo menos quatro anos de idade, já que a maioria dos computadores lançados nesse período já vinham com Windows 10. "É do interesse da empresa aposentar as versões antigas do Windows, tanto para fins de suporte quanto para melhorar a segurança do ecossistema", explica Bott.

Windows 7

Microsoft oferece licença digital para consumidores

Será que a Microsoft poderia revogar essas licenças digitais concedidas gratuitamente? Bott afirma que isso é "literalmente inconcebível" por alguns motivos: a empresa não arriscaria criar publicidade negativa fazendo isso, e o contrato de licença é ambíguo para consumidores.

Na seção de perguntas frequentes, a Microsoft tem uma seção sobre a ferramenta de criação de mídia do Windows 10. Ela explica que "você precisará inserir uma chave do produto (Product Key) válida do Windows 10 ou comprar a versão completa do Windows 10 durante a instalação para essa ferramenta funcionar". A Microsoft vem, há anos, considerando válidas as chaves do Windows 7 e 8.1 para essa finalidade.

Claro, vale lembrar que a Microsoft nunca permitiu atualizar gratuitamente a partir de versões Enterprise. Ou seja, se uma companhia ainda roda o Windows 7 Enterprise ou 8/8.1 Enterprise, ela terá que adquirir licenças para o Windows 10 ou pagar por atualizações estendidas do Windows 7 (que serão oferecidas até 2023).

Segundo o NetMarketShare, o Windows 10 está em 53,33% dos computadores conectados à internet, contra 26,86% do Windows 7.

Com informações: Bleeping Computer.