Início » Telecomunicações » Vivo libera serviço para inadimplentes e parcela faturas

Vivo libera serviço para inadimplentes e parcela faturas

Clientes inadimplentes com acordo poderão parcelar dívidas sem juros nem multa, mas Vivo não prorroga vencimento de conta

Lucas Braga Por

A Vivo anunciou novas medidas de apoio durante a pandemia de coronavírus (Covid-19), dessa vez relacionadas à cobrança: a operadora irá parcelar dívidas de inadimplentes e manterá o serviço por mais tempo caso a fatura não seja paga. O cliente continuará com acesso à telefonia móvel, banda larga, telefone fixo e/ou TV por assinatura, mas deve fazer solicitação no Meu Vivo ou no portal Vivo Regulariza Fácil.

A Vivo irá desbloquear por até 15 dias o serviço de consumidores com débitos pendentes, desde que não ultrapasse o prazo do bloqueio total. Além disso, os inadimplentes que já possuem acordo com a operadora poderão parcelar os débitos em até 10 vezes sem cobrança de multa ou juros adicionais.

Ao contrário da Oi, a Vivo não irá flexibilizar a data de vencimento dos clientes: quem não estiver com o pagamento em dia poderá ser cobrado com multa e juros. A concorrente permite prorrogar o vencimento da fatura de abril por mais 15 dias.

As medidas da Vivo terão início na próxima segunda-feira, 6 de abril de 2020. Durante a pandemia, a operadora disponibiliza bônus de internet para clientes do pré-pago, pós-pago, controle e Vivo Easy, além de abrir o sinal de canais na TV por assinatura e permitir a troca remota de chip em caso de perda, roubo ou defeito.

Justiça proíbe operadoras de cortarem serviço de celular

Uma decisão da justiça do Rio Grande do Sul determinou que as operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo não poderão cortar o serviço de celular pós-pago enquanto perdurar a pandemia de coronavírus.

Além disso, deputados federais e senadores apresentaram projetos de lei para impedir o corte de serviços de telecomunicações por inadimplência em todo o Brasil. Recentemente, o governo definiu que internet e telecom são considerados de natureza essencial e precisam funcionar durante a pandemia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação