Início » Negócios » 99 promete não demitir funcionários e abre vagas de trabalho

99 promete não demitir funcionários e abre vagas de trabalho

Mesmo com crise causada pela COVID-19, 99 promete não demitir funcionários; companhia anunciou 25 vagas de emprego

Emerson Alecrim Por

Enquanto numerosas empresas anunciam demissões por conta da crise causada pelo coronavírus (COVID-19), outras assumem o compromisso de não demitir, pelo menos não imediatamente. É o caso, no Brasil, da 99: em carta, a companhia prometeu não dispensar nenhum dos seus cerca de mil funcionários em um futuro próximo.

99 app tecnoblog

O anúncio foi feito no último dia 7 por Yang Mi, diretor-geral da 99, e está alinhado com um posicionamento sobre manutenção de empregos assumido pela Didi Chuxing, um dos maiores serviços de transporte por aplicativo da China. A companhia é dona da 99 desde o início de 2018.

Na carta, o executivo dá a entender que a 99 pode se comprometer a não demitir porque a Didi Chuxing como um todo tem “um negócio sólido, com fundamentos que continuam fortes, especialmente no mercado da China”. Por lá, a companhia já recuperou mais de 60% da média de corridas que costumava realizar antes do surgimento da pandemia.

A companhia destaca que não só irá manter o quadro atual de funcionários, como também pretende contratar mais gente: a 99 tem cerca de 25 vagas abertas para diversas áreas.

99Food (Foto: Divulgação/99)

Parte dos cargos é direcionada ao recém-anunciado serviço de entrega de refeições 99Food. A 99 acredita que a novidade, que já está disponível em cidades como São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte, funcionará em mais 12 localidades até o fim de maio.

Se intencional ou não, esses anúncios não deixam de ser uma “cutucada” na rival Uber que, diante de um prejuízo de US$ 2,9 bilhões causado em parte pela pandemia, decidiu demitir 3.700 funcionários.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Monteiro (@lucasmonteiro)

A Didi Chuxing é dona da 99 e seu maior mercado está na China, um dos poucos países que conseguiram controlar o covid-19. Logo, com o dinheiro rolando livremente lá dentro, fica óbvio que não haverá demissões no Brasil.

@teh

Óbvio não é.