Início » Negócios » Samsung prevê queda na receita e aumento no lucro do 2º trimestre

Samsung prevê queda na receita e aumento no lucro do 2º trimestre

O balanço da Samsung para o período entre abril e junho de 2020 deve indicar lucro operacional equivalente a R$ 35,9 bilhões

Victor Hugo Silva Por

A Samsung divulgou a prévia de seu balanço para o segundo trimestre de 2020. A empresa espera que o faturamento fique em 52 trilhões de wons (ou R$ 231,3 bilhões), o que representaria queda de 7,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar disso, o lucro deve subir 22,7%, chegando a 8,1 trilhões de wons (R$ 35,9 bilhões).

Samsung Research America, em Mountain View (Foto: Divulgação/Samsung)

Este deverá ser o maior lucro trimestral da Samsung desde o quarto trimestre de 2018, quando ficou em 10,8 trilhões de wons. No primeiro trimestre de 2020, o lucro operacional ficou em 6,4 trilhão de wons. O resultado previsto para o período de abril a junho de 2020 surpreende o mercado. De acordo com a Reuters, analistas da Refinitiv SmartEstimate projetavam que a empresa registraria lucro em torno de 6,4 trilhões de wons.

Parte do crescimento no lucro do segundo trimestre é explicado por uma receita pontual da divisão de telas da Samsung. Segundo analistas, a empresa sul-coreana registrou pagamento de 1 trilhão de wons feito pela Apple. No mesmo período do ano passado, a empresa americana havia pago algo cerca de 800 bilhões de wons.

A queda nas vendas em meio a pandemia do novo coronavírus também não foi tão expressiva quanto se imaginava. Ainda que os setores de smartphones e televisões tenham recuado, a demanda por chips de memória se manteve estável à medida em que muitas pessoas precisaram comprar computadores para aderir ao home office.

A tendência, no entanto, é que a divisão de chips da Samsung não permaneça com o mesmo cenário no segundo semestre. Ainda de acordo com a Reuters, a expectativa de analistas é de que os data centers, usados por plataformas de streaming e lojas virtuais, por exemplo, adotem postura mais conservadora por conta das incertezas com a pandemia em países como os Estados Unidos.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando