Início » Negócios » Moeda digital da China passa a ser aceita em compras online

Moeda digital da China passa a ser aceita em compras online

Rival da Alibaba, JD.com anunciou que vai aceitar yuan digital de sorteados em sorteio do Banco Popular da China

Victor Hugo Silva Por

A moeda digital da China segue em expansão e, agora, também é aceita em compras pela internet. A JD.com, gigante do comércio e rival da Alibaba, se tornou a primeira plataforma de comércio eletrônico a aceitar o yuan digital. A empresa vai permitir que ele seja usado nas compras de alguns produtos com a sua marca.

"Loja

Por enquanto, a opção de pagamento será oferecida para um grupo de sortudos na cidade de Suzhou. O governo municipal fará um sorteio com uma premiação total de 20 milhões de yuans (R$ 15 milhões) na versão digital. O valor será dividido em prêmios de 200 yuans para 100 mil pessoas, que terão a opção de gastar a quantia na JD.com.

A empresa afirmou que, no futuro, também pretende aceitar o yuan digital em cerca de 10 mil lojas físicas de sua rede, incluindo unidades de eletrodomésticos e de conveniência. A opção de pagamento com yuan digital será oferecida após parceria firmada em setembro entre a JD Digits, braço de serviços financeiros da JD.com, e o Banco Popular da China, equivalente ao Banco Central.

China aposta em sorteios de moeda digital

Este não é o primeiro sorteio do yuan digital promovido pelo governo chinês. Em outubro, o Banco Popular da China distribuiu 10 milhões de yuans na versão digital para serem usados no comércio do distrito de Luohu, em Shenzhen.

Ao todo, 50 mil pessoas foram premiadas com 200 yuans cada. O valor poderia ser usado por meio do aplicativo da moeda digital em mais de 3 mil estabelecimentos, incluindo de farmácias e supermercados locais até unidades do Walmart.

A estratégia dos sorteios para estimular o uso da moeda digital parece estar dando certo. Em outubro, o governo chinês afirmou que o sistema havia sido usado em 3 milhões de transações que totalizaram 1,1 bilhão de yuans. Em novembro, os números subiram para 4 milhões de transações com valor total de 2 bilhões de yuans.

Com informações: Reuters, Engadget.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando