Início » Aplicativos e Software » Windows 10 coloca mais um prego no caixão do Adobe Flash

Windows 10 coloca mais um prego no caixão do Adobe Flash

Microsoft vem liberando atualização para Windows 10 e outras versões que remove Flash Player do sistema operacional

Emerson Alecrim Por

A Adobe já encerrou o suporte ao Flash Player, mas resquícios dessa “velharia” ainda continuam por aí. A Microsoft tenta contribuir com a limpeza, no entanto: a companhia tem liberado uma atualização para Windows 10 que remove o Flash do sistema operacional de modo permanente.

Adobe Flash já é bloqueado no Microsoft Edge (Imagem: reprodução)

Adobe Flash já é bloqueado no Microsoft Edge (imagem: reprodução)

Identificada como KB4577586, a atualização foi anunciada em outubro de 2020 como opcional e passou a ter alguma procura no começo de 2021, logo após a Adobe ter encerrado o suporte ao Flash Player em definitivo.

Embora o foco esteja sobre o Windows 10, o update também é compatível com o Windows Server nas versões 2012, 2016 e 2019, além dos Windows 8.1 e 81 RT.

O detalhe mais curioso é que, neste mês, alguns usuários começaram a notar que a atualização KB4577586 está sendo baixada automaticamente pelo sistema operacional ou aparece na fila de pendências.

Aparentemente, a Microsoft deixou de considerar o pacote como opcional e o incluiu nas atualizações cumulativas de fevereiro de 2021 que, para muitos usuários, também incluem o Windows 10 October 2020 Update (20H2).

É fácil descobrir se o seu computador está entre os que passaram a receber a atualização nessa condição: basta abrir o Windows Update e verificar se o pacote KB4577586 é listado com status de “download pendente” por lá:

Atualização KB4577586 no Windows Update (captura: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Atualização KB4577586 no Windows Update (captura: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

De instalação irreversível, a atualização faz exatamente o que se propõe a fazer: remove o Adobe Flash Player do sistema operacional. Mas isso vale para o Flash instalado por algum serviço da própria Microsoft. Se um plugin do tipo tiver sido instalado a partir de um software de terceiros, a atualização não o remove.

Não por acaso, a companhia já sinalizou que o Flash Player poderá continuar existindo no Windows por meio de ferramentas de terceiros. Isso pode ser útil para aplicações muito específicas e que, por alguma razão, ainda são baseadas em Flash.

Obviamente, a remoção é a decisão mais acertada. O Flash Player já não era muito seguro e, sem o suporte por parte da Adobe, a situação piora. Para completar, a companhia já declarou que “não existirão versões alternativas do Flash Player para download em sites de terceiros autorizadas pela Adobe”.

Está na hora de deixar o Adobe Flash Player descansar em paz.

Com informações: Windows Latest.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando