Início » Aplicativos e Software » Instagram testa bloquear novas contas criadas pela mesma pessoa

Instagram testa bloquear novas contas criadas pela mesma pessoa

Instagram muda processo de bloqueio de contas e permite bloquear até novas contas da mesma pessoa de uma só vez no app

Melissa Cruz CossettiPor

Você bloqueia uma pessoa, ela cria uma conta nova e volta a seguir o seu perfil (se for público) ou pedir autorização (se for privado). No entanto, uma mudança no método de bloqueio promete fechar o cerco contra perseguidores e garante bloquear novas contas criadas pela mesma pessoa — mesmo que ainda não tenham sido criadas pelo usuário.

Descobri a novidade ao tentar bloquear um usuário na rede social (eu uso a versão beta do Instagram no Android). Agora, há duas opções: apenas bloquear a conta ou bloquear a conta atual e todas as novas contas que ele(a) criar. Há relatos parecidos no Twitter.

Instagram: (Imagem: Pexels / Cottonbro)

Instagram: (Imagem: Pexels / Cottonbro)

Assim como o bloqueio tradicional, o Instagram não notifica o usuário de que foi bloqueado e a conta também fica impedida de ver suas fotos do feed, seus Stories e mandar mensagens. Parece ser a solução contra stalkers e contas operadas por bots que insistem em incomodar criando novos perfis na rede social a cada bloqueio.

Mas, como isso funciona? Na tela de bloqueio, o Instagram não deixa claro. Na lista de “contas bloqueadas” do meu perfil, consta o bloqueio da conta em questão e um aviso “inclui novas contas que o usuário pode ter criado” (no passado ou futuro), não quais.

O bloqueio pode acontecer via ID do dispositivo — um código único. Sendo assim, ao ter feito login na rede social com o(s) aparelho(s) o Instagram associa tal conta ao código. 

Bloqueio no Instagram considera contas futura (Imagem: Reprodução/Instagram)

Bloqueio no Instagram considera contas futura (Imagem: Reprodução/Instagram)

A política de dados da rede social diz que o Instagram coleta “identificadores exclusivos, IDs do dispositivo e outros identificadores, como de jogos, aplicativos ou contas que você usa, e IDs de Família de Dispositivo (ou outros identificadores exclusivos dos Produtos das Empresas do Facebook associados ao mesmo dispositivo ou à mesma conta)”. Todos esses dados são cedidos pelo usuário ao aceitar os termos de uso.

Sobre o que significam “produtos das empresas do Facebook”, outro trecho diz que incluem “sites, produtos ou aplicativos do CrowdTangle, do WhatsApp e do Oculus”.

Recurso está em testes

Questionado pelo Tecnoblog, o Instagram não explicou exatamente como o processo de bloqueio funciona e nem quando vai estar disponível para todos os usuários, incluindo o iOS. Em nota, a rede social confirmou a iniciativa contra bullying e assédio.

“Estamos testando um novo recurso que oferece mais proteção para pessoas que possam sofrer assédio ou bullying no Instagram. Em alguns casos, o agressor cria novas contas quando a sua é bloqueada por quem ele está atacando. Este novo recurso permitirá que o usuário bloqueie de uma só vez todas as novas contas criadas por um mesmo agressor”, disse um porta-voz do Grupo Facebook.

 

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vinicius Vicentini (@ViniciusHVC)

E agora, como os jovens vão criar o perfil que os pais não podem ver

Alisson Santos (@alisson)

Instagram é um lugar de absoluto faz de conta, e não estou falando somente do conteúdo postado pelas pessoas, sempre bonitas, ricas e felizes, mas também pelo próprio ambiente em si. Parece funcionar tudo através de bots e não por pessoas. Sempre que sigo alguma celebridade de relevância internacional, ganho em questão de minutos seguidores dos mais variados tipos, corretores de imóveis, clínicas estéticas e até supermercados. Sendo que nunca postei nada, só criei a conta pra marcar território.

Jhonny (@jokalokao)

Acho que isso não vai mudar. O título me deu uma ideia diferente mesmo. Pelo que entendi isso vai bloquear perfis da mesma pessoa (mesmo email, celular, etc…) de seguir alguém que te bloqueou, mas não de criar uma nova conta.