Início » Internet » O que é FLoC?

O que é FLoC?

Federated Learning of Cohorts (FLoC), a alternativa do Google aos cookies promete desindividualizar os dados dos usuários

Melissa Cruz CossettiPor

Já falamos sobre o que são cookies — como ativá-los ou desativá-los — e chegou a hora de falar sobre o FLoC, uma alternativa desenvolvida pelo Google. O objetivo é continuar permitindo a segmentação de publicidade por interesse e hábitos do usuário, mas fazendo isso de forma mais respeitosa e sem quebrar a mola da propaganda digital.

“A publicidade é essencial para manter a web gratuita para todos, mas o ecossistema da web corre risco se as práticas de privacidade não acompanharem as mudanças de expectativas.

As pessoas querem garantias de que suas identidades e informações estão seguras enquanto navegam. É por isso que o Chrome criou o Privacy Sandbox” — Google.

Vem entender do que se trata. 

Google FLoC (Imagem: Divulgação / Google)

Google FLoC (Imagem: Divulgação / Google)

O que é FLoC?

O Federated Learning of Cohorts (FLoC) — ou “Aprendizagem Federada de Coorte”, em tradução livre, sendo coorte um sinônimo para tropa ou grupo — propõe uma nova maneira para as empresas continuarem alcançando pessoas com conteúdo e anúncios relevantes reunindo grandes grupos de pessoas com interesses semelhantes. Essa abordagem oculta indivíduos “na multidão” e mantém dados do usuário “seguros”.

Trocando em miúdos

FLoC, assim como os cookies, é um método para que navegadores permitam as atividades de publicidade com base em interesses do usuário. Na prática, ele também vai entender o comportamento e mostrar produtos e serviços que ele possa querer.

A principal diferença entre cookies e FLoC, é que o segundo trabalha esses dados dentro de um grupo e não de maneira individual, como ocorre com o primeiro.

Em vez de o FLoC gerar uma ID que identifica o João, que gosta de futebol e torce para um time da série B e que também visitou sites de compras de artigos de bebê e escuta música pop, o sistema vai gerar uma ID para uma “coorte” com características semelhantes as de João — incluindo sexo, idade, escolaridade e também navegação. 

Um João na multidão

São as informações do grupo, anonimizadas, que são usadas para fins publicitários na web. Os dados do usuário seguem mantidos localmente no navegador em que ele está.

O navegador só expõe o ID da coorte (nicho). O ideal é que esses grupos juntem um número razoável de pessoas para dificultar a identificação de um indivíduo em particular, mas também devem ser específicos o suficiente para permitir segmentação. 

Os usuários são atribuídos a novos grupos (cujos detalhes ainda são poucos) todas as semanas, com base nos dados de navegação da semana anterior (histórico bem curto).

Pode ser difícil imaginar publicidade digital relevante e precisa sem cookies de terceiros. O que a tecnologia do Google propõe — usando o que chamam de Privacy Sandbox — é usar a ideia de que grupos de pessoas com interesses comuns poderiam substituir as ID. A gigante de internet diz que testes com FLoC tiveram resultados quase tão eficazes quanto as abordagens baseadas em cookies. Todavia, entretanto, nem tudo são flores…

Navegando em águas turbulentas

O FLoC, que está sendo testado no Chrome, é uma resposta às demandas por privacidade. Safari e Firefox pararam de oferecer suporte completo ou irrestrito a cookies de terceiros, mas o Google, fazendo isso, estaria prejudicando o Google Ads. 

O substituto para os cookies pode não funcionar nos outros browsers, incluindo o Edge — navegadores baseados no Chromium estão se recusando a usá-lo. A crítica geral é que, sob o pretexto de oferecer segurança, FLoC é tão inseguro quanto os Cookies. 

Um grupo de empresas de publicidade propôs uma alternativa ao FLoC, chamada SWAN. Ele funciona de forma diferente: quando o usuário visita um site que adota a ferramenta, recebe uma solicitação para autorizar ou não a exibição de anúncios pelas empresas que fazem parte da rede. O obstáculo do SWAN é depender de proatividade.

Mas, não só. 

O Google ainda é o Google, dono do Chrome, o navegador mais popular e que decidiu adotar o FLoC. O Google Chrome encerrará o suporte a cookies de terceiros até 2022.

O que é certo é que as preocupações com a privacidade estão aí. Agrupar usuários em coortes ajuda a ocultar Joãos em uma multidão de Joãos, Marias, Fernandos e Julianas.

Porém, isso pode não ser suficiente. Há preocupações, ainda, sobre interceptação de dados, extração e armazenamento dos mesmos, seja com os cookies ou com o FLoC.

Quem viver, verá.

Com informações: Searchengineland e Google

 

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando