Início » Aplicativos e Software » YouTube Shorts já podem ser criados por brasileiros

YouTube Shorts já podem ser criados por brasileiros

O YouTube Shorts bebe da mesma fonte para vídeos verticais e curtos do TikTok, apostando no nome YouTube para se diferenciar

Por

O YouTube anunciou nesta segunda-feira (7) que a ferramenta Shorts já está disponível para os usuários brasileiros criarem clipes curtos dentro da plataforma de vídeos do Google. O recurso rivaliza com basicamente a mesma ideia do TikTok e Instagram Reels, disponibilizando visualização de pé em conteúdo com algo entre 15 e 60 segundos.

YouTube Shorts (Imagem: reprodução/YouTube)

YouTube Shorts (Imagem: reprodução/YouTube)

Se tem um formato de vídeo amado por parte importante do público acessando a internet, é o clipe curto e na vertical, com edição rápida e que faz sucesso generoso no TikTok – desculpe Snapchat, a vida é assim mesmo. O Instagram seguiu essa receita de fama com o Reels, mas sem muita atenção quanto a empresa chinesa e agora é a vez do YouTube apresentar o Shorts no Brasil.

Essa divisão de conteúdo dentro do próprio YouTube é destinada para vídeos gravados de pé, geralmente com alguma música de fundo. O YouTube Shorts foi originalmente lançado na Índia em setembro de 2020 e gradualmente o mundo todo passou a ter acesso ao recurso, mas ainda somente como espectador.

YouTube Shorts chega na América Latina, primeiro no Brasil

Depois de aparecer dentro do país do sudeste asiático, o YouTube Shorts chegou nos Estados Unidos e com mais de 6,5 bilhões de visualizações diárias globalmente, agora a América Latina entra no pacote para os criadores e os youtubers do Brasil são os primeiros da lista.

“O lançamento do Shorts é uma evolução fundamental para o YouTube, seguindo um movimento cultural em direção à criação e consumo de vídeos curtos, e uma forma chave para capacitar qualquer pessoa a se tornar um criador diretamente de seu celular. Além disso, é um produto divertido para os espectadores aproveitarem nos pequenos momentos do dia, conectando-os ao conteúdo e aos criadores que amam”, comenta Patrícia Muratori, diretora do YouTube Brasil.

Funciona assim: a partir desta semana uma linha de vídeos sugeridos dentro da home do YouTube colocará os Shorts. Eles aparecem com a thumbnail na vertical, mostram o título, número de visualizações e acima de tudo fica o nome desta área.

YouTube Shorts (Imagem: reprodução/YouTube)

YouTube Shorts (Imagem: reprodução/YouTube)

Tocando em qualquer um dos vídeos feitos para o YouTube Shorts o usuário abre o conteúdo em tela cheia e pode interagir dando um like, tocando no “não gostei”, comentando e compartilhando. O nome do canal aparece na parte inferior, junto de um botão para se inscrever no canal e a informação da música que toca – quando este recurso é adicionado, claro.

Acessar estes vídeos já era possível com a busca por #shorts, mas a criação deste conteúdo aparece só agora. Ela está disponível no “+” exibido no centro da interface, na parte inferior. Lá o usuário pode criar um vídeo de 15 até 60 segundos, adicionar efeitos, letras, animações, filtros e músicas. O editor é simples, mas ainda assim exibe camadas de cada inserção de forma separada.

Um recurso interessante para o criador é a possibilidade de utilizar o áudio de outro Short para o seu. Basta tocar no ícone da música e depois em “Usar este som”. Nesta área também são exibidos os principais Shorts que utilizaram a canção recentemente. O YouTube também planeja poder adicionar não só o som, mas também parte do vídeo em um novo conteúdo, mas ainda não existe previsão para que essa ferramenta seja inserida.

Ainda não é possível monetizar o conteúdo publicado no YouTube Shorts, mas a plataforma de vídeos do Google promete liberar essa função em algum momento – ela é crucial para o sucesso de todo o programa.