Início » Aplicativos e Software » Instagram quer ser TikTok: chefe do app diz que foco não está mais em fotos

Instagram quer ser TikTok: chefe do app diz que foco não está mais em fotos

Rede social vai focar em vídeo, criadores de conteúdo, compras e mensagens para ir muito além das fotos e atrair mais usuários

Ana Marques Por

Foi-se o tempo em que o Instagram era apenas uma rede social de fotos. Adam Mosseri, chefe da plataforma, publicou um vídeo explicando que a empresa está focando em diversificar a sua área de atuação — o que envolve um olhar mais cuidadoso para criadores de conteúdo, recursos em vídeo, compras e mensagens.

O que significa navegação nos Stories do Instagram (Imagem: Solen Feyissa/Unsplash)

Instagram (Imagem: Solen Feyissa/Unsplash)

Segundo Mosseri, o Instagram está trabalhando em experimentos de vídeos em tela cheia, para uma experiência mais imersiva — o que ele classifica como “abraçar o vídeo de uma forma mais ampla”. Além disso, recomendações de novos conteúdos com base em uma pré-seleção feita pelo usuário a partir de sugestões durante a navegação também podem chegar ao aplicativo no futuro.

De rede social de fotos a um aplicativo de entretenimento geral, com algoritmos eficientes e vídeos que prendem — é isso o que o Instagram quer se tornar, especialmente após o surgimento de concorrentes de peso, como o TikTok, e do fortalecimento de outros velhos conhecidos, como o YouTube.

Atualmente, o Instagram conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos. Mas a empresa se mostra empenhada em trazer mais criadores, que é, no final das contas, o que faz a roda girar.

Em maio, Mosseri afirmou ao The Information que não descartava a criação de um fundo voltado a esses profissionais — os rivais já contam com soluções atrativas e recursos de monetização bem estabelecidos. Não à toa, a rede social já está desenvolvendo os Stories Pagos, que podem ser uma ferramenta poderosa para influenciadores que desejam cobram por conteúdos exclusivos.

Integração com outros produtos do Facebook

O Instagram já recebeu a integração com o Facebook Messenger, mas esse é apenas o começo. Ainda não sabemos quais são os próximos passos, mas não descartamos uma integração com o WhatsApp, que pertence ao mesmo grupo e é um dos aplicativos mais populares do planeta.

O Instagram Shopping também já é integrado ao Facebook, e as compras são outro braço em foco para a empresa no momento. O Snapchat, que já serviu de inspiração para os Stories, anunciou este ano diversas novidades para compras, incluindo o uso de recursos de realidade aumentada — algo que o Facebook vem perseguindo nos últimos anos. Então, não seria estranho observar algo nesse sentido nos próximos meses.

O que exatamente o Instagram vai apresentar — e quando isso vai acontecer — ainda é um mistério, mas com base nos testes que têm circulado, podemos esperar muitas novidades que pretendem revolucionar a forma de usar a plataforma, indo bem além das fotos e do smartphone.

Com informações: The Next Web.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
16 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Só tenho Tiktok pq paga.

Luis Carllos (@XxxStrangeManxxX)

Ainda bem que já sai desse Instagram, virou um Facebook 2.0 para jovens e infestado de anúncios.

Pedro Willyam Calheiros (@pedrowillyam)

Já passou da hora de surgir um concorrente focado em fotos e com feed cronológico, essa onda de vídeos selecionados por algoritmo pra prender a pessoa nas redes sociais o máximo possível é terrível, você nunca sabe se realmente acabou de ver tudo o que lhe interessa já que apesar de seguirmos pessoas, no meio de seus posts aparecem posts patrocinados, sugeridos, e etc. As redes sociais hoje em dia estão terríveis demais com essa sina de quererem ser os novos cassinos.

TCelestino (@tcelestino)

Fica vísivel porque os fundadores “vazaram” da empresa.