Início » Negócios » Tim Cook deve deixar Apple em 2025 após lançar “nova categoria de produto”

Tim Cook deve deixar Apple em 2025 após lançar “nova categoria de produto”

Confira a lista completa de possíveis sucessores de Tim Cook, que deve deixar a Apple em 2025; O CEO quer lançar um novo produto antes da aposentadoria

Pedro Knoth Por

Há uma década no comando da Apple, Tim Cook deve se aposentar em 2025, quando termina o pagamento de 1 milhão de ações da empresa — algo em torno de US$ 153 milhões — para mantê-lo na companhia. De acordo com a Bloomberg, há rumores internos de que o CEO só quer ficar por perto até o lançamento de uma “nova categoria de produto”, que pode ser o óculos de realidade aumentada, previsto para ser lançado em 2025.

Tim Cook na Fortune CEO Iniciative 2018 (imagem: Stuart Isset/Fortune)
Tim Cook na Fortune CEO Iniciative 2018 (imagem: Stuart Isset/Fortune)

Sob comando de Cook, ações da Apple saltaram 1.000%

Em 2011, Tim Cook, então diretor executivo de operações de Steve Jobs, tinha a árdua missão de assumir a cadeira do chefe: foi Jobs que definiu a Apple ao mundo e esteve à frente dos principais lançamentos da marca, como a linha iPhone e iPad.

Mas o substituto de primeira vista ganhou espaço e desempenhou papel fundamental na expansão da Apple em hardware, com o Apple Watch e outros dispositivos ajustáveis, e em serviços, fatia da companhia que assume papel cada vez mais importante a cada resultado trimestral. Sem Tim Cook, a empresa não teria tido aumento de 1.000% no preço de seus papéis na Nasdaq.

Agora, de acordo com o jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, há vários nomes de executivos cotados para assumir o manto de CEO da Apple. Isso porque Cook só quer ocupar o cargo até o próximo lançamento de uma “nova categoria de produto”, seja o óculos de realidade aumentada ou o carro inteligente sem volante e pedais — este último é um projeto ainda mais distante que o primeiro.

Possíveis substitutos para o CEO da Apple

Quem assumir as operações da Apple também terá controle de um verdadeiro império, em termos de mão de obra: a empresa tem mais de 100 mil funcionários ao redor do mundo. Alguns dos executivos cotados para assumir o cargo de Cook têm muito tempo de casa, como é o caso de Greg Joswiak, um dos principais aliados de Steve Jobs na construção da marca, e Deirdre O’Brien, há 30 anos na casa.

Confira a lista dos principais nomes e perfis dos executivos que podem assumir o cargo de chefe-executivo da Apple após a aposentadoria de Tim Cook, em 2025, segundo a Bloomberg:

  • Greg Joswiak: “Joz” é o apelido de Joswiak dentro da Apple, da qual é funcionário há mais de 20 anos. Joswiak é sem sombra de dúvidas uma das principais mentes por trás da bem-sucedida estratégia de marketing da empresa. Caso a Apple favoreça alguém que tem uma orientação voltada para produtos e tenha experiência, Joswiak pode ser o próximo CEO.
  • Craig Federighi: Foi o principal apresentador da WWDC 2021. Federighi vem fazendo um bom trabalho à frente da divisão de engenharia de software da Apple. Ele não deve sair do cargo para perseguir a vaga de Cook.
  • John Ginnandrea: É o mais recente membro a integrar o time de Tim Cook, deixando o Google em 2018. Ele é especialista em inteligência artificial e aprendizagem de máquinas, e vem assumindo projetos importantes da Apple, como o do carro autônomo.
  • Luca Maestri: Ele, que é diretor executivo de finanças da Apple, apresentou os resultados do 2º trimestre da empresa ao lado de Cook. No momento, Maestri também está indo bem em seu posto, e não deve deixá-lo se tornar CEO.
  • Deirdre O’Brien: Funcionária de carreira da Apple, O’Brien é chefe do setor de RH da Apple, que vem enfrentando dificuldades para convencer empregados a voltarem ao trabalho presencial. Apesar do presente contexto, ela comandou o lançamento das primeiras lojas físicas da marca, e se tornou diretora de varejo em 2019.
  • Jeff Williams: É um dos favoritos para assumir o manto de Cook quando ele se aposentar. Já tem a confiança do atual chefe da Apple, sendo o responsável por toda a cadeia de suprimentos e diretor executivo de operações — cargo de Cook na “era Steve Jobs“. Ele também supervisiona a evolução do hardware e do software do Apple Watch diariamente.
Jeff Williams, um dos principais nomes para futuro CEO da Apple (Imagem: Apple/Divulgação)
  • Kate Adams: Principal advogada e consultora jurídica da Apple, Adams pode ser uma escolha surpreendente, já que tem pouco tempo de casa.
  • Eddy Cue: O jornalista da Bloomberg não acredita que Cue deve assumir como CEO da Apple. Como alguns executivos, ele desempenha um papel fundamental no setor de serviços da empresa, supervisionando a Apple TV+, o Fitness+ e o Apple News, e iCloud, dentre outros. Cue inclusive tem alguns nomes planejados para sucedê-lo dentro da companhia.
  • Sabih Khan: A fixação da Apple pelo braço de Operações da empresa pode beneficiar Sabih Khan. Ele é cotado para assumir a vaga de Tim Cook, logo atrás de Jeff Williams, veterano do mesmo setor. Mas é três anos mais novo que Williams, e pode ser uma aposta que tenha mais tempo de cargo.
  • Johny Srouji: O time de Srouji é vital para as operações da Apple na última década e pela inovação em produtos: a equipe supervisiona os chips do iPhone, iPad, Apple Watch, e mais recentemente o Mac. O executivo esteve por trás da terceira maior aquisição da história da companhia, quando a Apple comprou a divisão de modems da Intel por US$ 1 bilhão.
  • John Ternus: É o membro mais jovem do alto escalão da Apple. Ternus poderia ter uma longa permanência como CEO da empresa, caso assumisse o cargo. Ele é diretor de hardware há pouco mais de um ano, sendo responsável pelo iPhone, e Airpods — e do Mac e do iPad bem antes disso.

Tem alguma opinião sobre quem deve substituir Tim Cook como novo chefe da Apple? Vai lá nos comentários da Comunidade do Tecnoblog e coloque seu palpite.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando