Início » Celular » Apple e Microsoft brigam pela marca App Store

Apple e Microsoft brigam pela marca App Store

Por
9 anos atrás

Quando você vê alguém falando em App Store, imediatamente pensa em qual empresa? A Apple acredita que a maioria das pessoas associa o termo com os seus serviços. E, não por acaso, a empresa entrou com um pedido de registro de marca no Escritório da Marcas e Patentes dos Estados Unidos. Quem não gostou muito da história foi a Microsoft, que está tentando justamente o contrário: fazer com que a Apple não receba o direito da marca.

As alegações da empresa liderada por Steve Ballmer é de que App Store é um termo muito vago. Realmente é, já que app é uma abreviação para “aplicativo”, enquanto store significa simplesmente “loja” em inglês. Seria um termo de uso muito comum e genérico para virar uma marca, acreditam os advogados da MS.

Em contrapartida, a Apple de Steve Jobs defende que App Store só tomou o significado que tem hoje depois que ela foi apresentada no iPhone. Ou seja, o smartphone da maçã teria sido o responsável por popularizar o termo, o que faria dele uma legítima marca. A Apple ainda usa os jornalistas para justificar que a opinião pública comumente associa App Store à loja da empresa.

Mais um serviço da grife App Store

Recentemente a App Store ganhou mais importância graças à chegada da Mac App Store, mais um serviço fornecido pela Apple. Que eu saiba, a Microsoft não tem nenhum serviço que adote nome similar. O motivo dela ter se metido nessa história é que virou um mistério. Pura birra, talvez.

Ambas as empresas apresentam ponderações interessantes. De qual lado você está?

Com informações: Terra Brasil