Os chineses não gostam de depender da tecnologia alheia. Ao contrário de nós, que estamos bem confortáveis com o que absorvemos dos Estados Unidos e Europa, por sinal. Por lá, eles decidiram criar um sistema próprio de posicionamento global. O Beidou entrou no ar hoje.

Para tanto, são anos de pesquisa e desenvolvimento até criar um sistema capaz de competir com o GPS, que é propriedade dos Estados Unidos. A ambição do Beidou é muito grande: tornar-se o mais preciso sistema de navegação para a região da Ásia-Pacífico.

Os primeiros satélites do Beidou entraram em órbita em dezembro de 2000. Agora já são 6 satélites, o suficiente para iniciar o sistema de posicionamento do Beidou. O desejo do governo chinês é ter 35 satélites fazendo uma cobertura global.

"Informação fornecida por um sistema chinês". Medo?

Beidou parece ser melhor que o nosso tão querido GPS porque usa satélites inclinados, o que em tese possibilita uma melhor comunicação entre o dispositivo e a aparelhagem que fica no espaço. A precisão também é maior, de acordo com os chineses envolvidos no projeto.

A China afirma que iniciou o Beidou para não depender de uma tecnologia americana. A minha dúvida é outra: o que eles pretendem fazer com as informações conseguidas via Beidou? Acho que nós já temos uma boa noção do que certos países podem fazer munidos de informações extremamente precisas de localização.

Com informações: The Next Web. Foto: Flickr – Jimmy_Joe.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anny
Gente, vale lembrar que a China NÃO é a Coréia do Norte =P Muito alarde pra uma GPSzinho chinês. Aposto que ele funciona bem, até.
Lucas
Felipe: vc está atrasado no tempo e no espaço ! rs ...
Turdin
Ia comentar isso! Mas talvez tenha como eles captarem quais informações que estão enviando da msm forma
Rodrigo
Há pouco tempo atrás os astronautas da ISS tiveram que se refugiar numa cápsula de emergência pelo risco da estação colidir com lixo espacial.
Felipe
Realmente, eles não querem depender de ninguém, principalmente dos USA, ...talvez esteja nos planos deles destruir a América do Norte ou algo assim rs, por isso criaram copias do Google, Youtube e Twitter ...made in china.
@nincius
Os EUA desligam o GPS (civil) de áreas que estão em guerra com eles, liberando apenas o sinal militar o qual só eles têm acesso. Um sistema alternativo que funcione tão bem quanto pode diminuir com essa tática americana tornando os conflitos menos frequentes já que, hoje em dia, a guerra é decidida baseada em quanto de tecnologia bélica cada um tem.
Rodrigo
Depois do Wikileaks, eu tenho plena convicção do que um governo pode fazer com informações como as do GPS...
Rodrigo Fante
basta ter dinheiro, o conhecimento se compra e o espaço não tem dono.
Bruno Vane
Creio que sim. O espaço não tem dono (ainda). Desde que a órbita não ameace a órbita de outros objetos (satélites, estações, etc).
@alex_dundes
Não com que se preocupar. As tecnologias de localização são unidirecionais. A informação é do satélite para o aparelho. Para informar a sua posição o aparelho precisa se comunicar de outra forma... Wifi, GPRS, 3G...
Pedro Lima
"Agora já são 6 satélites(...). O desejo do governo chinês é ter 35 satélites fazendo uma cobertura global." Quanto custa pra botar um satelite em orbita ? E so chegar, produzir e manda voar ? Qualquer pais pode por a hora que quiser ? Em cima da aonde quiser ?
=DerPriester=
Pé atras eu tenho tmb, mas com todos, não só com os chineses... Os Americanos com o GPS podem fazer exatamente o que vcs acham q os chineses poderiam fazer... Os russos tmb já deveriam ter dado algum passo, a Europa ta atrasada, mas os chineses tem futuro com isso... e se for util, que seja. - O que nós poderiamos fazer contra isso afinal?!
Bruno Vane
Como assim? Você não fica com o pé atrás pelo GPS não?
@mirilinho
Pois é, com isso eles podem facilmente brincar de War com mais pecinhas, fazer torcas e etc.
Everton Favretto
Não seja por isso... Sempre tem o bom e velho GPS ou o russo GLONASS. E no futuro talvez o Galileo...
Exibir mais comentários