Início » Legislação » FTC fecha cerco a posts pagos e mimos

FTC fecha cerco a posts pagos e mimos

Avatar Por

A FTC (Federal Trade Commission), órgão que regula negociações comerciais nos Estados Unidos, revisou seu guia de recomendações e testemunhais na publicidade. O resultado é que blogueiros independentes que não forem capazes de informar aos leitores sobre resenhas, posts pagos e presentes ganhos poderão pagar até US$ 11 mil em multas (o equivalente a quase R$ 20 mil).

“O post de um blogueiro que recebeu dinheiro ou algum tipo de pagamento para analisar um produto é considerado uma recomendação. Portanto, blogueiros que fazem recomendações devem informar as relações materiais que eles mantém com o vendedor do produto ou serviço”, diz o comunicado da FTC.

bolinho-de-dolarNão são só os blogueiros que estão na mira da FTC. Celebridades também terão que fazer o chamado full disclosure, quando são obrigadas a informar algum tipo de relação estabelecida com o fabricante para obtenção daquele produto ou serviço que está sendo recomendado. No exemplo dado pela FTC, um artista de Hollywood que recomenda um carro através do Twitter deverá avisar caso o veículo tenha sido um presente da montadora.

Desde junho a FTC vem prestando atenção em testemunhais e recomendações feitos por blogueiros. Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, tornou-se comum que blogueiros não informem as relações comerciais que mantêm com empresas que contratam posts pagos ou fornecem “mimos”.

Pena que a FTC não tem jurisdição no Brasil. [CNET/Foto(cc)]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Thássius Veloso
Até que a auto-regulamentação tem funcionado nos últimos anos.
Rodrigo
O problema é que o CONAR é um órgão de AUTO-regulamentação. Ou seja, eles mesmos decidem o que obedece ou não às normas éticas (decididas por eles mesmos). O ideal seria uma agência reguladora, como acontece com qualquer ramo de negócios, para analisar estes casos.
Thássius Veloso
Não consigo pensar em nenhum órgão que possa fazer o mesmo que a FTC. No ramo da publicidade tem o Conar, que pode impor punições e sanções, mas somente para quem for afiliado ao instituto.
Rodrigo
Aqui não há um órgão que faça esse papel. Conversem com o senador Aloísio Mercadante, que está empenhado numa campanha para tornar a internet um território completamente livre e isento de controles... :-|
Thiago S. Rosa
Alguem saberia dizer quem poderia fazer o papel do FTC aqui no Brasil. Confesso minha ignorancia neste assunto.