Início » Demais assuntos » Microsoft oferece recompensa por líderes da Rustock

Microsoft oferece recompensa por líderes da Rustock

Por
8 anos atrás

A Microsoft, empresa de softwares mais poderosa do oeste (o Vale do Silício fica no oeste dos EUA, certo?), anunciou nesta segunda-feira que colocou uma recompensa no valor de US$ 250 mil (R$ 394 mil) pela cabeça pelos nomes dos líderes da botnet Rustock, derrubada da rede no último mês de março.

Responsável por “grande parte” do lixo eletrônico enviado pela rede em todo mundo, a Rustock foi desligada há exatamente quatro meses depois de uma operação que envolveu a justiça norte-americana, a Microsoft e a Pfeizer, entre outras companhias. Desde então pesquisas mostram que a quantidade de lixo que chega às caixas de e-mails dos navegantes despencaram a níveis de 2008.

Como simplesmente não poderia processar os líderes da Rustock por infernizar meio mundo (e sobrecarregar servidores) enviando mensagens indesejadas, a empresa de Bill Gates protocolou uma ação contra os líderes da botnet por uso indevido de sua marca referindo-se a eles temporariamente como Joe Doe – versão inglesa para nosso “João Ninguém”. Agora a empresa procura pelos nomes dos responsáveis para lhes apresentar a pesada mão da lei.

Por acreditar que a rede seja mantida por decendentes de russos ou esteja sediada no país das noites frias e loiras quentes, a MS tem publicado uma série de anúncios em jornais russos à procura dos líderes da botnet.

“Nós já reunimos evidências fortes em nossas investigações e esta recompensa visa levar todos esses esforços à frente. Continuaremos a acompanhar este caso onde quer que ele nos leve, e permaneceremos comprometidos a trabalhar com nossos parceiros em todo mundo para ajudar as pessoas recuperarem o controle de deus computadores contaminados pela Rustock”, afirmou Richard Boscovich, advogado sênior da unidade de crimes digitais da MS em um blog oficial da companhia.

Se você tiver qualquer informação que leve aos líderes da Rustock, envie um e-mail para [email protected]. Dica: melhor entregar os culpados com vida.

Com informações ReadWriteWeb