Nokia C3, Nokia C6 e Nokia E5 são apresentados

Thássius Veloso
Por

Três celulares de uma vez só. A Nokia tirou o dia para apresentar ao mercado brasileiro nada menos que três novos aparelhos, que começam a ser vendidos daqui a alguns meses. Você vê na imagem abaixo o Nokia C3, o Nokia C6 e o Nokia E5, próximas ofertas da empresa finlandesa no Brasil.

Em comunicado, a Nokia afirma que os três celulares são focados em troca de mensagens. Afinal de contas, é cada vez mais comum ver adolescentes trocando um monte de mensagens de texto diariamente e a empresa não quer perder esse nicho de mercado que pode ser bastante lucrativo (as operadoras de telefonia que o digam).

As redes sociais são o segundo foco dos aparelhos. Rodando Symbian S40, a versão mais básica da plataforma, os Cs e o E vão acessar Twitter e Facebook com facilidade. Nada sobre o Orkut foi falado pela Nokia, o que é curioso, uma vez que o site do Google continua sendo a rede social mais acessada do país. Completam a lista de aplicativos mais importantes dos celulares: comunicador instantâneo (MSN Messenger?) e cliente de e-mail.

Nokia C3. Aparentemente é o mais simples dos aparelhos. A câmera é pobre, de apenas 2 megapixels (bem que podiam ser 5 MPs, pelo menos). O Wi-Fi está garantido, o que é bom para não depender da rede de dados celular. Não sei por que, mas ele lembra bastante a carcaça do meu Nokia E71…

Nokia C6. Um pouco mais chique, tem visor sensível ao toque de 3,2 polegadas e teclado QWERTY deslizante (na foto ele está escondido). A câmera é de 5 megapixels com flash. Motoristas se beneficiam do Ovi Mapas, que pode ser baixado gratuitamente em alguns aparelhos Nokia – inclusive o Nokia E71 e o E66.

Nokia E5. O mais completo dos celulares apresentados hoje, é uma espécie de sucessor do Nokia E72 e do Nokia E63. É mais voltado para negócios, por isso tem suporte a Microsoft Exchange e ao IBM Lotus Traveler.

A Nokia só diz que os modelos “vão chegar ao Brasil no segundo semestre”, sem dar informações sobre preços ou por quais operadoras eles vão ser vendidos. Será que só eu acho que a Nokia não quis ficar quieta depois que a Microsoft introduziu ontem os aparelhos Kin One e Kin Two, que parecem ter público-alvo similar ao dos celulares Nokia mostrados hoje?

Relacionados

Relacionados