Ubuntu 11.04 ainda pode vir com o GNOME clássico como padrão

Paulo Graveheart
Por

Fonte de preocupação de muitos usuários, o Unity parece estar gerando dores-de-cabeça até mesmo dentro da Canonical. Segundo um documento interno, a equipe de desenvolvimento estaria considerando fortemente a possibilidade de não usar o Unity como padrão, mas sim o bom e velho GNOME 2. Ou não.

O Retorno do Rei?

A informação apareceu nas notas de reunião do Conselho Técnico da Canonical, realizada em 07 de abril. Uma das notas diz respeito especificamente ao uso do desktop padrão (tradução livre):

– Desktop com GNOME clássico por padrão (dmandell)
– Ação: rickspencer3 levará a situação atual do Unity  na lista -desktop para análise pública e discussão.

E o que isso significa? Provavelmente, algumas pessoas na Canonical devem estar preocupadas com o estado atual do Unity, já que mesmo no Beta do Ubuntu 11.04 lançado recentemente alguns problemas como lentidão e vários bugs continuam acontecendo. Nesse caso, nada mais correto do que buscar alternativas concretas para substituí-lo, ainda mais se levarmos em conta que falta pouco menos de um mês para o lançamento oficial do Ubuntu 11.04.

Eu cheguei a testar o Beta do Ubuntu 11.04 em um netbook padrão, com processador atom e 1GB de memória, e o Unity realmente está deixando bastante a desejar em vários aspectos. Tanto que acabei voltando para o GNOME…

Portanto, nesse momento o desktop padrão do Ubuntu 11.04 é o nosso Gato de Schrodinger: até que a versão final fique pronta, tanto o Unity quanto o GNOME 2 podem ser o desktop padrão do sistema. Tudo vai depender da capacidade dos desenvolvedores em resolver os problemas do Unity, e do feedback dos usuários.

Com informações: ubuntu-devel-announce (via Tiago Hillebrandt).