Arquivo Celular

Aplicativos que dizem curar espinhas não funcionam, diz FTC

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Enquanto várias fundações de pesquisas se esforçam para comprovar ou desmentir o mito de que celulares causam câncer, alguns desenvolvedores de aplicativos resolvem tomar o caminho contrário e dizer que smartphones podem curar certos problemas na pele humana. É o que diziam os criadores dos aplicativos AcneApp e Acne Pwner, que anunciam seus programas como forma de curar espinhas. Mas um órgão americano investigou e descobriu que (surpresa!) não passavam de pura balela.

Acne App: não, não funciona.

Depois de receber denúncias sobre os aplicativos, a FTC, órgão responsável por regular drogas e tratamentos de doenças nos EUA, decidiu investigá-los. A alegação dos programas é que eles usavam a luz da tela dos smartphones para diminuir e curar espinhas. Embora a chamada terapia de luz seja um meio amplamente adotado para amenização de efeitos da acne, a FTC afirma em um relatório publicado na semana passada que smartphones não emitem luz suficiente para alcançar esse objetivo.

E para aqueles que achavam que eles estavam mirando em usuários de uma plataforma específica, eis o detalhe: os aplicativos eram vendidos para os dois grandes sistemas móveis disponíveis. O AcnePwner teve cerca de 3,3 mil downloads no Android Market enquanto que o AcneApp foi baixado por 11,6 mil pessoas no iTunes. Ambos eram pagos.

Então aí está. Se você é um adolescente que tem a cara cheia de espinhas, um dispositivo móvel com Android ou iOS e esperava economizar alguns trocados usando um tratamento de luz por meio de aplicativos, está sem sorte. A eficácia de tais programas parece ser a mesma de uma pulseira Power Balance.

E eu ainda não consegui superar o fato de que um órgão americano precisou investigar esses aplicativos para dizer que eles não funcionam.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque