Especiais Gadgets

Celular batom, MP3 com alto-falante e mais: 8 gadgets de videoclipes antigos

Relembre os dispositivos mais curiosos dos anos 2000 que apareceram em clipes de bandas e artistas como Black Eyed Peas, The Pussycat Dolls, David Guetta e mais

Murilo Tunholi
Por
Celular batom, MP3 com alto-falante e mais: 8 gadgets de videoclipes antigos (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Videoclipes musicais cumprem funções não só artísticas, como também comerciais. É comum ver parcerias entre gravadoras e grandes marcas para exibir produtos nos curta-metragens. As gigantes da tecnologia, por sua vez, costumam aproveitar os vídeos para mostrar seus gadgets mais curiosos que, muitas vezes, são grandes inovações, dependendo da época.

Nos anos 2000 e no início da década de 2010, os videoclipes de música pop se tornaram verdadeiras vitrines para marcas como Samsung, Motorola, BlackBerry, Nokia, HP e Renault. Por meio de product placement, as fabricantes exibiam seus maiores lançamentos daquele tempo, na esperança de atrair a atenção de fãs dos artistas.

Alguns desses gadgets antigos eram bastante inusitados, indo desde celulares em formato de batom, até MP3 players com alto-falante embutido e minicarros elétricos de apenas dois lugares. Para relembrar essa época que não volta mais, o Tecnoblog reuniu os oito dispositivos mais curiosos que já apareceram em videoclipes musicais.

O MP3 player deslizável da Samsung

Samsung YP-K5
Samsung YP-K5 era um MP3 com alto-falante integrado (Imagem: Reprodução/YouTube)

Definido pela própria Samsung como uma minicaixa de som, o Samsung YP-K5 foi astro em não apenas um, como em dois videoclipes: Wait a Minute, das Pussycat Dolls; e Fergalicious, da Fergie. Em ambas as produções, as artistas mostram a função inusitada do dispositivo de deslizar a tela para abrir um alto-falante.

Para a época — em 2008 —, ter um MP3 player com uma caixa de som acoplada era uma das maiores inovações. Até então, todos os modelos de tocadores de música exigiam que a pessoa usasse um fone de ouvido. Caso quisesse compartilhar as músicas, era preciso conectar um alto-falante externo ou usar um celular.

Além de tocar músicas, o Samsung YP-K5 tinha rádio FM, tela para exibir fotos e função de alarme. Os botões do aparelho ainda eram digitais na cor azul, o que garantia visual ainda mais futurista. Para os padrões de hoje em dia, a caixa de som do MP3 player é muito básica. Porém, naquela época, era uma verdadeira inovação.

O celular “DJ” da Motorola

Motorola E398
Motorola E398 tinha alto-falantes 3D em estéreo e aplicativo para remixar músicas (Imagem: Reprodução/YouTube)

Lançado em 2004, o Motorola E398 aparece logo no início do videoclipe de Let’s Get Started, da banda Black Eyed Peas. Apesar de parecer apenas um celular comum por fora, o aparelho tinha funções exclusivas para amantes de música: alto-falantes 3D em estéreo e o aplicativo Motomixer, que permitia remixar músicas para utilizá-las como toque para chamadas.

Além disso, o modelo ficou marcado como um dos primeiros celulares do mundo a oferecer suporte a cartões microSD de até 1 GB para expansão de armazenamento. O dispositivo ainda contava com MP3 player embutido e luzes que mudavam de cor conforme o ritmo e a intensidade do som reproduzido pelos alto-falantes.

Em 2005, a Motorola relançou o E398 com outro nome: Motorola ROKR E1. Mantendo o formato e a maioria das características tanto internas quanto externas, o celular se destacava por ter integração com o iTunes, da Apple. Graças a isso, era possível armazenar até 100 faixas da plataforma no celular.

O comunicador de bolso da Nokia

Nokia 9210 Communicator
Nokia 9210 Communicator rodava Symbian OS e misturava funções de pager e celular (Imagem: Reprodução/YouTube)

No clipe de Dilemma, estrelado pelo rapper Nelly e por Kelly Rowland, a cantora é vista enviando uma mensagem de texto — via planilha do Excel — em um aparelho curioso que misturava celular e pager. Esse dispositivo era o Nokia 9210 Communicator, lançado em junho de 2001 com Symbian OS.

O Nokia 9210 Communicator podia ser usado de duas formas: fechado, como um celular comum, ou com o teclado aberto, como um notebook em miniatura. Nele, era possível enviar mensagens de texto, navegar na internet, utilizar aplicativos para criação de textos, planilhas e apresentações em slides, e até instalar programas desenvolvidos por terceiros.

Apesar de ser engraçado ver Kelly Rowland usando planilhas para enviar mensagens de texto, a cena não é tão errada quanto parece. Isso porque o Nokia 9210 Communicator conseguia enviar e receber Fax — ou seja, Nelly ia receber o texto, sim, porém em uma folha de papel impressa.

O celular em formato de batom da Nokia

Nokia 7280
Nokia 7280 tinha formato de embalagem de batom e câmera escondida (Imagem: Reprodução/YouTube)

Uma das estrelas do videoclipe de Beep, das Pussycat Dolls, o Nokia 7280 ficou conhecido como um dos celulares mais curiosos já inventados, devido ao seu formato de embalagem de batom. Parte da linha Fashion Phone, o aparelho tinha detalhes nas cores branco, preto e vermelho. Quando fechado, sua tela se tornava um espelho.

Lançado em 2004, o Nokia 7280 era mais bonito do que funcional. Além do design nada intuitivo, o aparelho usava uma bateria que só podia ser trocada em pouquíssimas assistências autorizadas da Nokia. Apesar das limitações, o celular batom contava com uma câmera que ficava escondida na carcaça deslizante.

Por não ter teclado físico, todas as funções do celular eram controladas por uma espécie de disco — conhecido como Navi-Spinner —, que ficava na parte central do aparelho. Hoje, o Nokia 7280 é muito raro e deve ser um item de colecionador bastante valioso.

O computador com touchscreen da HP

HP TouchSmart
HP TouchSmart eram computadores all-in-one com tela sensível ao toque (Imagem: Reprodução/YouTube)

Antes das telas sensíveis ao toque se tornarem populares, a HP lançava a linha de computadores TouchSmart: dispositivos all-in-one que podiam ser usado como desktops ou como tablets. Para divulgar o equipamento, a fabricante o colocou em dois clipes da banda Black Eyed Peas — Boom Boom Pow e a versão completa de Imma Be Rocking That Body.

Apesar do visual futurista que combinava com a temática do grupo liderado pelo rapper will.i.am, os HP TouchSmart não tinham desempenho tão fluido. Inclusive, a primeira versão do computador, lançada em 2007, usava componentes que limitavam a performance, como o processador AMD Turion 64 X2 TL-52 e a placa de vídeo GeForce Go 7600, da Nvidia.

Além das limitações de hardware, os primeiros computadores TouchSmart vinham com Windows Vista instalado. O sistema operacional da Microsoft não oferecia suporte a telas sensíveis ao toque. Somente em 2009, surgiu o modelo TouchSmart 300 com Windows 7, mas ele ainda era bastante confuso de usar.

Um dos primeiros pagers BlackBerry do mundo

BlackBerry 950
BlackBerry 950 foi um dos primeiros pagers da fabricante canadense Research in Motion (Imagem: Reprodução/YouTube)

No videoclipe de By The Way, da banda Red Hot Chilli Peppers, o BlackBerry 950 aparece em diversas cenas. O clássico pager foi um dos primeiros projetos da fabricante canadense Research in Motion. Com seu tradicional teclado QWERTY e tela retroiluminada, o dispositivo era bastante desejado, no início dos anos 2000.

O BlackBerry 950 existia em duas versões: a Exchange Edition, que rodava o serviço de mensagens Microsoft Exchange e se conectava a e-mails corportativos, e a Internet Edition, que podia acessar apenas e-mails pessoais.

Em 2001, executivos das maiores empresas ostentavam seus pagers da BlackBerry. Além de ser bastante útil para enviar e-mails de qualquer lugar, o dispositivo garantia status de pessoa muito importante a qualquer indivíduo que andasse com ele no bolso.

O primeiro tablet da BlackBerry

BlackBerry PlayBook
BlackBerry PlayBook era um tablet com suporte a Flash e aplicativos criados no Adobe Air (Imagem: Reprodução/YouTube)

Em 2011, quando os tablets começaram a aparecer no mercado, a BlackBerry não quis ficar atrás de fabricantes como Apple e Samsung. A marca lançou seu próprio dispositivo da linha, o BlackBerry PlayBook, e divulgou o produto em um dos videoclipes de maior sucesso da banda Black Eyed Peas: The Time (Dirty Bit).

O PlayBook era uma resposta direta ao iPad, da Apple, porém mirando em um público diferente. Como diferencial, o tablet da BlackBerry trazia integração com plataformas da Adobe e rodava aplicativos criados no Adobe Air, com suporte ao Flash.

Naquela época, o HTML5 estava se popularizando, e dispositivos como o iPad já haviam abandonado o Flash completamente. A ideia da BlackBerry era permitir que usuários acessassem qualquer site feito para desktop pelo tablet.

O carro elétrico da Renault com dois lugares

Renault Twizy
Renault Twizy é um veículo elétrico ultracompacto (Imagem: Reprodução/YouTube)

Finalizando nossa lista nostálgica, o Renault Twizy foi uma das invenções mais curiosas dos anos 2000. Seu conceito foi apresentado no Motor Show de Frankfurt, em 2009, mas o minicarro elétrico só chamou atenção do público quando apareceu no clipe de The Alphabeat, do músico e produtor David Guetta.

Com apenas dois alugares — um para o motorista e outro para o passageiro —, o Renault Twizy é um veículo ultracompacto que alcança velocidades de até 45 ou 80 quilômetros por hora, dependendo do modelo. Segundo a montadora, a bateria do carro dura até 80 quilômetros e pode ser carregada em tomadas domésticas.

No clipe de The Alphabeat, o Renault Twizy é a grande estrela. David Guetta e outras dezenas de pessoas aparecem dirigindo o carro até um posto de recarga no meio de uma cidade. O que poucas pessoas sabem é que a energia usada para carregar os veículos era gerada pela vibração do público que estava curtindo o som do DJ.

Tem algum gadget curioso que faltou nessa lista? Compartilha com a gente lá na Comunidade do Tecnoblog!

Murilo Tunholi

Jornalista, atua como repórter de videogames e tecnologia desde 2018. Tem experiência em analisar jogos e hardware, assim como em cobrir eventos e torneios de esports. Antes do Tecnoblog, passou pela Editora Globo (TechTudo) e Mosaico (Buscapé/Zoom). É apaixonado por gastronomia, informática, música e Pokémon. Já cursou Química, mas pendurou o jaleco para realizar o sonho de trabalhar com games.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque