Notícias Brasil

Polícia apreende 2,7 toneladas em celulares Xiaomi, IPTV pirata e mais

Mercadorias importadas foram descobertas no Ceará; carga tinha fones de ouvido, caixas de som portáteis e receptores de IPTV

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Receita Federal apreenderam cerca de 2,7 toneladas de mercadorias importadas sem nota fiscal, incluindo celulares da Xiaomi, fones de ouvido, caixas de som portáteis, receptores de IPTV pirata, entre outros. Os itens foram descobertos em uma operação realizada no Ceará durante a última segunda-feira (15).

Mercadorias apreendidas

Em comunicado, a PRF explica que abordou um caminhão na manhã de segunda-feira na rodovia BR 116 em Chorozinho (CE), a 60 km de Fortaleza. O motorista apresentou uma nota fiscal na qual não constava parte da carga transportada. “Foi constatado o transporte de mercadorias de origem estrangeira sem o devido desembaraço fiscal e outras com indícios de falsificação”, diz a polícia.

Então, os agentes da PRF e da Receita foram até um galpão no bairro Paupina, em Fortaleza. Lá, eles encontraram mais produtos importados de forma irregular.

Receita Federal apreende mercadorias

A carga do caminhão, mais o que foi encontrado no galpão, somam cerca de 2,7 toneladas. A polícia não revela o valor estimado da apreensão, mas detalha alguns dos principais itens:

  • celulares da marca Xiaomi;
  • capas, carregadores e películas para smartphone;
  • fones de ouvido;
  • caixas de som portáteis;
  • receptores de IPTV;
  • entre outros.

As mercadorias apreendidas foram recolhidas pela Receita Federal “para os procedimentos cabíveis”. Suspeito que esses produtos vão parar em um futuro leilão: no ano passado, foram realizados 143 deles, arrecadando um total de R$ 320 milhões.

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque