Início / Notícias / Celular /

Google planeja celular dobrável para 2021, segundo documento

Google pode lançar celular dobrável e mais outros três smartphones com Android em 2021, de acordo com documento interno

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Google Pixel pode ganhar uma edição com tela flexível no próximo ano. O Google trabalha em versões do Android para um celular dobrável previsto para o segundo semestre de 2021, além de outros três smartphones, conforme aponta um documento da companhia revelado pelo 9to5Google nesta quarta-feira (5).

Google trabalha em celular dobrável, segundo documento

Segundo o site especializado, o documento cita smartphones apresentados pela companhia desde o Pixel 2, em 2017, incluindo o Pixel 4a (com e sem 5G) e o Pixel 5, oficializados na segunda-feira (3). O vazamento ainda aponta para outros quatro dispositivos a serem anunciados pelo Google no futuro.

Entre os celulares em desenvolvimento mencionados estão o smartphone com codinome “passport”, referenciado como “dobrável”. Há ainda outros dois telefones identificados como “raven” e “oriole”, que podem se referir à linha Google Pixel 6, conforme especula o 9to5Google. O trio deve ser anunciado no 4º trimestre de 2021.

O vazamento ainda dá pistas sobre outros planos da companhia para este e o próximo ano. De acordo com o documento, o Google Pixel 4a com 5G e Pixel 5 devem chegar em outubro de 2020. Além disso, a gigante das buscas pretende lançar o Pixel 5a, descrito como “dispositivo intermediário do meio do ano” (em tradução livre), em 2021.

Mesmo que o vazamento mostre um possível calendário de lançamentos, o 9to5Google explica que o documento não reflete exatamente os planos da equipe de hardware da companhia, já que é destinado ao desenvolvimento do Android. Além disso, nem todos os smartphones citados no documento chegaram às lojas.

Esta não é a primeira vez que informações sobre um possível Google Pixel dobrável vêm à tona. Em maio de 2019, um executivo do Google confirmou que a companhia já trabalhava em protótipos de telas dobráveis na época, mas não tinha planos para lançar um celular com a tecnologia em um futuro próximo.

O Google não comentou sobre o assunto.

Com informações: 9to5Google e The Verge