Samsung pode lançar “celular dobrável intermediário” em 2024

Suposto modelo deve fazer parte da família Fan Edition da marca sul-coreana e chegar ao mercado com preços mais acessíveis

Lupa Charleaux
Por
Smartphone sobre apoio de madeira
Dobrável acessível da Samsung pode influenciar mais marcas (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Samsung tenta emplacar os modelos Galaxy Z Flip como a opção mais acessível de smartphone dobrável desde 2020. Então, a marca sul-coreana pode mudar a estratégia e lançar um terceiro dispositivo com características intermediárias.

Um artigo da empresa de consultoria de mercado TrendForce sugere que a fabricante está desenvolvendo um novo aparelho com preço mais democrático. Para mais, movimentações na cadeia de suprimentos indicam que o aparelho deve ser lançado em 2024.

Smartphone com tela interna aberta, sobre mesa de acrílico
Novo celular dobrável da Samsung pode ter valor menor do que os modelos Galaxy Z (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

De acordo com a TrendForce, o novo dispositivo dobrável da Samsung tem o objetivo de “quebrar as barreiras de preços”. Dessa forma, a intenção da fabricante é tornar o formato dobrável mais acessível para o grande público.

O artigo sugere que o suposto aparelho pode chegar ao mercado com um valor menor do que os modelos Galaxy Z Flip. Para um comparativo, o Galaxy Z Flip 5 custa US$ 999 nos Estados Unidos e R$ 7.999 no Brasil.

Essa não é a primeira vez que surgem rumores de uma versão acessível da série Galaxy Z. Antigos vazamentos apontam que o terceiro dobrável da Samsung poderia fazer parte da linha Fan Edition e ter características “intermediário-premium”. Então, o modelo deve ter algumas especificações de dispositivos topo de linha combinado com outros detalhes mais simples.

Crescimento do mercado de dobráveis

Conforme a TrendForce, os aparelhos dobráveis podem ser a salvação diante do declínio do mercado global de celulares. A categoria foi a única que manteve o crescimento mesmo com a queda das remessas gerais por nove trimestres consecutivos.

Analistas indicam que o grande público ainda enxerga os telefones dobráveis como produtos premium. Então, se grandes marcas, como a Samsung e a Huawei, investirem em modelos com preços competitivos, mais fabricantes devem seguir o exemplo.

A expectativa é que o possível lançamento de dispositivos mais acessíveis contribua com a expansão do segmento nos próximos anos. Além disso, atrair novos usuários para a experiência com telas maiores seria um “novo motor” para o mercado de celulares.

Com informações: TrendForce e SamMobile

Relacionados