Registrato tem nova data para mostrar valores a receber de bancos

Banco Central anunciou data para reabertura do Sistema Valores a Receber (SVR) após instabilidade que tirou Registrato do ar

Ana Marques
Por

O Banco Central (BC) divulgou, nesta quinta-feira (27), que o retorno do Sistema Valores a Receber (SVR) será no 14 de fevereiro. Essa função do Registrato permite ao cidadão verificar se há dinheiro retido por instituições financeiras com possibilidade de resgate. A nova data, porém, não corresponde ao dia em que os cidadãos poderão realizar o resgate.

Notas de real (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Notas de real (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

De acordo com o comunicado do BC, o SVR voltará a permitir consultas a partir de 14 de fevereiro no site do Registrato (bcb.gov.br). A autoridade monetária explica que caso haja algum valor a receber, o cidadão será informado imediatamente em que data poderá solicitar a transferência do dinheiro para sua conta.

O resgate, no entanto, não ocorrerá de forma instantânea: as solicitações de transferências poderão ser agendadas a partir de 7 de março, na data informada pelo sistema.

Registrato caiu após tráfego 50x maior do que o normal

O Banco Central aproveitou para dar mais detalhes sobre a sobrecarga no sistema. Segundo a entidade, o Registrato recebeu 20 vezes mais acessos do que em um dia considerado de “alto volume”, e 50 vezes mais do que um dia normal.

Como reportamos na terça-feira (25), a plataforma apresentava instabilidade desde a noite de segunda, ficando indisponível no segundo dia de funcionamento. Depois de retirar o recurso do ar de forma temporária, o BC afirma estar investindo “fortemente” para ampliar a capacidade de atendimento, e promete retornar “com estabilidade e segurança”.

BC alerta para golpes utilizando SVR

É importante ressaltar que o Banco Central não entra em contato com os cidadãos para informar ou transferir valores a receber. A autoridade alertou para o risco de possíveis golpes utilizando o sistema como isca, e orientou que os indivíduos não devem fazer qualquer depósito prévio a qualquer pessoa ou instituição.

Todas as informações referentes ao dinheiro retido (se houver) ficarão disponíveis no canal oficial (bcb.gov.br), do dia 14 de fevereiro em diante. Para as pessoas elegíveis, a solicitação de resgate será feita por meio de usuário e senha, e os recursos serão transferidos diretamente das instituições financeiras aos cidadãos.

Relacionados

Relacionados