Início / Notícias / Finanças /

Pela primeira vez, NFTs são apreendidos em operação antifraude no Reino Unido

Inédito no Reino Unido, três NFTs foram apreendidos em operação contra fraude de US$ 1,9 milhões; autoridades alertam criminosos sobre ocultar dinheiro com criptoativos

Bruno Ignacio

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Reino Unido realizou sua primeira apreensão de NFTs como parte de uma operação contra um caso de fraude de aproximadamente US$ 1,9 milhão. Três tokens não fungíveis de obras de arte digital foram confiscados pelo Departamento Fiscal do Reino Unido, junto a US$ 6,7 mil em criptoativos. A autoridade ainda alertou: “Que sirva como aviso para qualquer um que acha que pode usar ativos digitais para ocultar dinheiro”.

Reino Unido realiza primeira apreensão de NFTs (Imagem: Chris Colhoun/Flickr)
Reino Unido realiza primeira apreensão de NFTs (Imagem: Chris Colhoun/Flickr)

As informações partiram da Her Majesty’s Revenue and Customs (HMRC), o órgão fiscal responsável do Reino Unido, e foram inicialmente compartilhadas com a BBC News. Para o governo britânico, esta primeira apreensão de NFTs é um marco no combate à lavagem de dinheiro, golpes, fraudes e outros tipos de crimes financeiros envolvendo ativos digitais.

Divulgada neste último domingo (13), a operação prendeu três indivíduos suspeitos de uma fraude que teria envolvido 250 empresas falsas. Segundo a HMRC, eles usaram todos os mecanismos possíveis para ocultar o crime, desde endereços falsos, telefones pré-pagos, VPNs e até identidades roubadas.

No entanto, a apreensão dos NFTs, dada a natureza das carteiras digitais, chaves privadas e da própria rede blockchain, não deu à autoridade fiscal britânica controle dos tokens. Em vez disso, a HMRC usou uma ordem judicial para bloquear transações e impedir que eles sejam vendidos. No total, estima-se que a fraude tenha sido de US$ 1,9 milhão.

Apreensão inédita de NFTs é aviso a criminosos

Conforme as criptomoedas decolaram ao longo do último ano, apreensões gigantescas se tornaram cada vez mais comuns. Vale lembrar que na semana passada o Departamento de Justiça dos EUA apreendeu US$ 3,6 bilhões em bitcoin (BTC) vinculadas ao hack da Bitfinex em 2016, a maior apreensão de criptomoedas da história. No entanto, apreensões de NFTs são muito raras, e a HMRC fez questão de destacar a importância da medida inédita no Reino Unido.

De acordo com o vice-diretor de crimes econômicos da HMRC, Nick Sharp, a autoridade “se adapta constantemente às novas tecnologias para entender como criminosos e evasores procuram esconder seus bens.” Em entrevista à BBC News, ele afirmou que a apreensão “serve como um aviso para quem pensa que pode usar criptoativos para esconder dinheiro do HMRC”.

Com informações: BBC News