iPod Touch completa mil dias sem atualização de hardware da Apple

Última geração do iPod Touch foi lançada em 2019 com processador do iPhone 7; gadget ainda recebe atualizações de software

Bruno Gall De Blasi
Por

iPod Touch tem uma importância indiscutível na história da Apple. Desde o lançamento da primeira geração, em 2008, o gadget foi uma porta de entrada para o ecossistema da companhia e era um aliado de primeira para quem queria um player de músicas mais completo. Mas todo carnaval tem o seu fim: o dispositivo completou mil dias sem ganhar uma nova geração nesta segunda-feira (21).

iPod touch de sétima geração (Imagem: Zsinytwiki/Wikimedia Commons)
iPod touch de sétima geração (Imagem: Zsinytwiki/Wikimedia Commons)

A conta foi feita pelo MacRumors. O site relembrou que a Apple não atualiza o hardware do seu player de músicas com iOS desde a estreia da sétima geração, em 2019, quando ganhou pequenas mudanças em relação ao modelo anterior e chegou ao Brasil com preços a partir de R$ 1.699. Em outras palavras: o gadget não recebe uma nova edição há cerca de 32 meses ou quase três anos.

Caso não tenha acompanhado os momentos de glória, o iPod Touch é basicamente um iPhone que só tinha Wi-Fi. A primeira geração veio ao mundo em 2008 com iPhone OS 1.1 (antigo nome do iOS). Mais tarde, em 2010, a Apple revelou a quarta geração, tornando-se o primeiro modelo da linha a trazer câmeras. A última grande mudança aconteceu em 2012, quando ganhou o design usado até hoje.

Apesar de não ter novidades em termos de hardware, a Apple ainda atualiza o software. Em setembro de 2021, a fabricante liberou o iOS 15 para o modelo de sétima geração. A versão mais recente do sistema operacional do iPhone, o iOS 15.3.1, também está disponível para o gadget.

iPod Touch era quase que um iPhone sem redes móveis; acesso à internet era feito via Wi-Fi (Imagem: Tecnoblog)
iPod Touch era quase que um iPhone sem redes móveis; acesso à internet era feito via Wi-Fi (Imagem: Tecnoblog)

iPod Touch tem iOS e era mais barato que iPhone

O iPod Touch teve uma relevância indiscutível no passado – não à toa, a Samsung lançou um concorrente em 2010. Em uma fase marcada pelo início da popularização dos smartphones, o gadget possibilitou o acesso ao iOS sem precisar recorrer ao iPhone. Afinal, o dispositivo era um ótimo aliado a quem queria algo apenas para ouvir músicas e ter acesso à internet ou jogos no mesmo dispositivo.

O gadget ainda foi um dos principais gadgets da minha adolescência. O dispositivo manteve-me conectado com muitos amigos em um período em que ter plano de dados no celular não era tão fácil como hoje em dia. Além disso, o iPod sempre foi mais barato que o iPhone: em 2010, os preços sugeridos do iPod Touch de 4ª geração e de um iPhone 4 começavam em R$ 749 e R$ 1.749, respectivamente.

iPods mais antigos são modificados por usuários

Outros modelos da linha também marcaram gerações. Até o início do anos 2010, o iPod Nano e Classic chamaram a atenção dos consumidores com os botões circulares e o sistema de navegação circular com uma base sensível (Click Wheel). Mas, apesar de a Apple não lançar novas versões dos gadgets, algumas pessoas estão atualizando o hardware de gerações mais antigas do iPod.

É o caso da engenheira de software Ellie Huxtable, que modificou um modelo lançado há quase vinte anos:

Engenheira de software modifica iPod Classic de 5ª geração (Imagem: Reprodução/Ellie Huxtable)
Engenheira de software modifica iPod Classic de 5ª geração (Imagem: Reprodução/Ellie Huxtable)

O projeto partiu de uma unidade do iPod Nano de quinta geração de 80 GB, que ganhou quatro entradas para cartão microSD, para expandir o armazenamento até 1 TB, e uma bateria maior. O upgrade ainda garantiu algo inusitado: jogar Doom em um iPod (!).

“Eu percebi algo não muito tempo atrás – eu estava sendo muito preguiçosa. Muitas vezes eu apenas tocava meu mix semanal/diário ou alguma playlist que fiz há muito tempo”, disse Ellie em seu blog. “Eu nunca pensava sobre qual música eu gostava e qual música eu queria ouvir. Acho que isso se deve em parte ao fato de que quase todas as músicas estavam disponíveis – o que dificultou ainda mais a escolha.”

O iPod Classic de 4ª geração, lançado em 2004, também passou por uma grande “cirurgia”. Em janeiro de 2021, o youtuber Guy Dupont modificou o dispositivo para fazer streaming de músicas do Spotify. Além disso, o gadget ganhou outros recursos, como uma porta microUSB no lugar do conector de 30 pinos, uma tela colorida, conectividade Wi-Fi e Bluetooth.

E você, já teve um iPod ou ainda usa algum dispositivo apenas para ouvir músicas atualmente? Compartilhe a sua experiência lá na Comunidade do Tecnoblog!

Com informações: MacRumors e Vice

Relacionados

Relacionados