Inventor do iPod, Tony Fadell apoia iPhone com USB-C

Apple terá de vender iPhone com USB-C na União Europeia a partir de 2024; "Pai do iPod" aprova a nova legislação da Europa

Bruno Gall De Blasi
Por

O Parlamento Europeu aprovou uma lei que torna USB-C padrão em celulares. Com legislação, a Apple precisará deixar a porta Lightning de lado para vender o iPhone na Europa. Mas enquanto isso não acontece, a lei ganhou o apoio de Tony Fadell, ex-executivo da empresa conhecido como “pai do iPod”.

Após lei ser aprovada na União Europeia, Tony Fadell defende que iPhones devem adotar a porta USB-C (Imagem: mhoppsy/Pixabay)
Após lei ser aprovada na União Europeia, Tony Fadell defende que iPhones devem adotar a porta USB-C (Imagem: mhoppsy/Pixabay)

É o que mostra uma sequência de tweets do engenheiro, que foi um dos responsáveis pelo player de música. Tudo começou com uma discussão na qual Fadell afirmou que o iPod de primeira geração teria fracassado caso adotasse o USB 1.1 em vez do Firewire. Depois, outro usuário do Twitter tocou em outro assunto: “a regulamentação da UE prejudicará o próximo iPod?”

Rapidamente, Fadell respondeu pelo seu próprio perfil da rede social. Segundo o ex-executivo da Apple, o mundo já convergiu para o USB-C. Depois, o engenheiro tocou no assunto do iPhone:

“Não estou muito preocupado com essa regulamentação. Eles estão simplesmente forçando a Apple a fazer a coisa certa”, concluiu. “Estão atrasados, francamente.”

Tony Fadell (Imagem: Kmeron/Flickr)
Tony Fadell (Imagem: Kmeron/Flickr)

“Apple está abusando de sua posição no mercado”

Fadell não cessou a discussão por aí. Ainda sobre a regulamentação europeia, o engenheiro observou que a legislação só está acontecendo por causa da Apple. “Trata-se de uma posição monopolista, não sobre tecnologia”, ressaltou. “Espero que depois que a Apple for forçada a mudar, os regulamentos sejam removidos para permitir que a inovação continue.”

Em outra publicação, “pai do iPod” manteve o seu posicionamento. “Forçar francamente a Apple a fazer essa mudança de morte cerebral para o planeta por meio de regulamentação é muito mais fácil do que um julgamento legal monopolista”, explicou. “Mais uma vez, a Apple está abusando de sua posição no mercado e isso vem do cara que fez o conector de 30 pinos acontecer!”

Cabo Lightning para iPhone
Cabo Lightning para iPhone (Imagem: Salman Majeed / Unsplash)

Mas o que diz a nova legislação da União Europeia?

A discussão parte de uma lei aprovada na União Europeia na terça-feira (4). A legislação visa padronizar os conectores de celulares à venda nos países do bloco. Assim, todos os smartphones e outros dispositivos móveis deverão utilizar a porta USB-C para fazer a recarga de bateria ou transferir dados para o computador.

De acordo com o projeto aprovado, a padronização visa diminuir o lixo eletrônico. Não à toa, o parlamentar Alex Agius ressalta que os consumidores europeus estavam frustrados por terem vários carregadores se acumulando a cada novo dispositivo. “Agora, eles poderão usar um carregador único em todos os seus eletrônicos portáteis”, ressaltou.

A lei, no entanto, coloca a Apple em um limbo. Isto porque os iPhones, ao contrário de boa partes do iPads, são vendidos com porta Lightning. Sendo assim, a fabricante terá de adaptar seus produtos para utilizar o novo padrão europeu. Caso contrário, o celular não poderá ser vendido nos países da União Europeia. 

Celulares Android já usam porta USB-C (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Celulares Android já usam porta USB-C (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Outros países querem iPhone com USB-C

Assim como aconteceu com a GDPR, a nova regra pode virar uma inspiração para outros países. Antes mesmo da aprovação da regulamentação, a Anatel abriu uma consulta sobre a padronização dos carregadores de celular. Na proposta da agência, a obrigatoriedade para o USB-C começaria a partir de julho de 2024.

A medida também deve impactar o mercado dos Estados Unidos. Em junho, um grupo de senadores demandou uma estratégia para criar ou adotar um conector universal de carregamento. Assim, os modelos à venda no país também teriam de trazer o novo plug, independente da fabricante.

Com informações: 9to5Mac

Relacionados

Relacionados