Verificações coloridas: contas do Twitter terão selo dourado, cinza e azul

Serviço de verificação da rede voltará na próxima sexta-feira (2) e irá diferenciar contas de indivíduos, empresas e do governo

Paula Alves
Por

Após sua liberação ter causado uma série de confusões, a nova versão do Twitter Blue já tem data para voltar ao Twitter. De acordo com Elon Musk, o serviço será relançado provisoriamente na próxima sexta-feira (2) e contará com selos de verificação de cores diferentes para identificar cada tipo de conta.

Twitter (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Twitter (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A informação foi dada pelo CEO em um tweet em que respondia outro usuário da rede social. Segundo Musk, as verificações agora terão selos de cores variadas, sendo o dourado para empresas, o cinza para perfis governamentais e o azul para indivíduos. Além disso, todas as contas serão verificadas manualmente antes de terem seu check ativado.

O anúncio levantou debates na rede social e Musk foi indagado se qualquer indivíduo, fosse ele um perfil oficial ou assinante do Twitter Blue, receberia o mesmo selo azul de verificação, sem nenhum tipo de identificação.

De acordo com o chefe da plataforma, a cor do selo de fato será a mesma – já que Musk acredita que o “limite do que constitui ‘notável’ é muito subjetivo” –, mas que indivíduos que fazem parte de alguma organização poderão ter um pequeno logotipo secundário em suas contas, se confirmados como tal por essa instituição.

O bilionário prometeu que explicações mais completas sobre esse esquema de cores e o segundo logotipo de autenticação serão dados ao longo da próxima semana.

Chegada do Twitter Blue causou confusão

Elon Musk (Imagem: Peter Tsai/Flickr)
Elon Musk (Imagem: Peter Tsai/Flickr)

O serviço de assinatura do Twitter Blue se tornou a grande prioridade de Musk desde quando o empresário comprou o Twitter por US$ 44 bilhões.

Lançado no começo do mês pelo valor de US$ 7,99, sua nova versão oferecia o selo de verificado para seus assinantes. Uma “brecha” que fez com que algumas contas que o adquiriram, conseguissem se passar por perfis de grandes empresas e personalidades, levando caos para a plataforma.

A confusão fez com que um segundo selo de “oficial” fosse lançado pouco tempo depois. Uma novidade que não durou nem 48 horas, já que Musk decidiu “matar” o distintivo logo em seguida, ainda que ele continuasse a aparecer em algumas contas da rede social.

Desde então, o relançamento do Twitter Blue foi pausado pela empresa, que nesse momento também enfrenta uma série de demissões em massa e debandada de funcionários.

Inicialmente, o serviço retornaria na própria terça-feira (29), mas Musk já havia avisado que este relançamento estava em pausa até que houvesse uma alta confiança de que eles conseguiriam impedir contas fakes de se passarem por outras.

Com informações: The Verge e TechCrunch

Relacionados

Relacionados