Windows 7 e 8.1 deixarão de receber atualizações de segurança ainda em janeiro

Em 2020, análise de relatórios mostrou que Windows 7 contava com mais de 100 milhões de usuários

Felipe Freitas
Por

Na próxima terça-feira (10), a Microsoft encerra o suporte de segurança para os Windows 7 e Windows 8.1. Sem as atualizações de segurança, os usuários desses sistemas operacionais ficam vulneráveis a ataques maliciosos. Apesar de antigos, existem mais usuários de Windows 7, 8.1 e XP do que de Windows 11.

Interface do Windows 8.1 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Interface do Windows 8.1 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Em 2021, o ZDNet publicou uma análise de diversos relatórios sobre sistemas operacionais no mundo. Segundo o veículo, na época da publicação, havia mais de 100 milhões de usuários do Windows 7 (números estimados). Hoje, em janeiro de 2023, esse número provavelmente já caiu — mas ainda fica na casa das dezenas de milhões.

Fim do suporte do Windows 7, 8.1, Chrome e Edge

Não são só os sistemas operacionais que terão o suporte finalizado. A Microsoft também encerrará as atualizações de segurança do navegador Edge para o Windows 7 e 8. Acompanhando a empresa está o Google, que também cortará o suporte do Chrome para esses sistemas operacionais.

Sobre o Windows 7, as atualizações de segurança foram encerradas, na verdade, em 2020. Porém, há usuários que pagaram por uma extensão das medidas de segurança por mais três anos. Agora não há dinheiro que compre, nem mesmo se você ganhou na Mega da Virada.

O Windows 8 é um dos Windows mais odiados de todos os tempos (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)
O Windows 8 não deixará saudades (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Enquanto dezenas de milhões de usuários do Windows 7 serão afetados e sentirão falta das atualizações, o Windows 8.1… Bem, o impacto será menor. O ZDNet também estimou a quantidade de usuários do Windows 8.1: 4,6% em 2019 — tem doido para tudo. É esperado que esse número tenha caído mais.

O fim do suporte é uma maneira de acelerar migração para novos Windows, seja o 10 ou o 11. Contudo, os usuários mais resistentes do Windows 7 e 8.1 tem até 10 de janeiro para atualizar o sistema operacional pela última vez — o porquê eu não sei.

Windows 11 continua com lenta adesão

Nas análises mais recentes do StatCounter, o Windows 11 está instalado em 17% dos computadores, contra 68% usuários do Windows 10. Já o Windows 7 mantém presença em 11% dos dispositivos.

Pouco mais de um ano após o lançamento, o Windows 11 não alavancou as instalações. Em comparação, o Windows 10 tinha uma presença de 28% em julho de 2016, quando completou 1 ano do seu lançamento.

Com informações: The Verge

Relacionados

Relacionados