Reconhecimento de voz do Google Docs vai receber melhorias e será expandido

Ferramenta vai oferecer novidades para deixar o uso mais acessível e inclusivo; Google ainda não divulgou quais navegadores receberão o recurso

Ricardo Syozi
Por

O Google anunciou que está “expandindo e melhorando” o recurso de reconhecimento de voz no Google Docs e nas apresentações por slides. As novidades incluem uma atualização que promete reduzir erros e minimizar áudio perdido durante as transcrições. Além disso, a ferramenta finalmente será liberada para outros navegadores e não mais ficará presa ao Chrome.

Google Docs
Google Docs (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A gigante de buscas divulgou as informações em seu blog na segunda-feira (9). Conforme o comunicado, o objetivo é o de oferecer melhorias nos quesitos de edição e digitação a partir da voz, tanto no Docs quanto no Slides.

Segundo a companhia, a expectativa é de que “o lançamento leve a interações mais acessíveis e inclusivas para os usuários”.

O Google diz que os erros serão diminuídos e legendas nas apresentações vão conter pontuações geradas automaticamente. Já no que se refere a chegada do recurso para “a maioria dos navegadores”, infelizmente, a postagem não deu nomes aos bois. Ou seja, fãs do Microsoft Edge ainda não têm certeza de que poderão usar a ferramenta.

As novidades estarão presentes para todos os usuários da marca a partir do dia 6 de fevereiro.

Google leva reconhecimento de voz a quem tem dificuldade de fala (Imagem: Divulgação / Google)
Google leva reconhecimento de voz a quem tem dificuldade de fala (Imagem: Divulgação / Google)

Projeto Acessibilidade de Fala une Google e Apple

Em outubro de 2022, a Universidade de Illinois (UIUC) reuniu marcas de tecnologia como o Google e Apple para buscar soluções em acessibilidade no reconhecimento de voz.

As empresas prometeram auxiliar na otimização dos sistemas de inteligência artificial usados em assistentes virtuais. Com o nome de “Projeto Acessibilidade de Fala”, seu objetivo é o de melhorar o desempenho e a precisão de diferentes IA ao identificar falas de pessoas com doenças degenerativas.

O projeto aponta que esse tipo de tecnologia nem sempre compreende padrões de fala de pessoas com deficiências. Sendo assim, a necessidade de aprimorar esses sistemas é de enorme prioridade.

Além da gigante de buscas e da casa da maçã, nomes como Amazon e Microsoft também participaram do encontro.

O reconhecimento de voz é importante para facilitar o uso sem precisar das mãos na hora de trabalhar ou se comunicar. É sempre uma notícia bacaninha quando empresas concorrentes se juntam para aperfeiçoar algo tão necessário.

Relacionados

Relacionados