Apple compra empresa para iPhone virar maquininha de cartão

Apple compra Mobeewave por US$ 100 milhões; startup possui tecnologia que transforma celulares em maquininha de cartão

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Apple iPhone 11 - Review

A Apple adquiriu a Mobeewave, startup canadense que desenvolveu uma tecnologia capaz de transformar celulares em maquininhas de cartão via NFC. De acordo com pessoas a par do assunto à Bloomberg nesta sexta-feira (31), a transação custou cerca de US$ 100 milhões aos cofres da fabricante do iPhone.

A Mobeewave é uma startup conhecida por fornecer uma tecnologia que permite transações financeiras diretamente pelo celular. A solução utiliza NFC (Near Field Communications), recurso presente no iPhone desde 2014, para realizar pagamentos através de cartões touchless ou até mesmo outros smartphones compatíveis.

Em uma demonstração disponível no site da startup, toda transação é realizada em somente três etapas e não depende de acessórios extras. Funciona assim: após digitar o valor da compra, é preciso aproximar o cartão compatível com a tecnologia na parte de trás do smartphone. O pagamento será processado e aprovado logo em seguida.

A expectativa é que a Apple expanda seu leque de soluções financeiras próprias com a compra da Mobeewave, que envolve até a equipe da startup, baseada em Montreal. Além do Apple Pay, a companhia norte-americana oferece cartões de crédito com visual minimalista e sem anuidade desde agosto de 2019 nos Estados Unidos.

“A Apple compra empresas de tecnologia menores de tempos em tempos e geralmente não discutimos nossos propósitos ou planos”, disse um porta-voz da companhia norte-americana à Bloomberg nesta sexta-feira (31).

Com informações: Bloomberg e Mashable

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados