Apple libera 5G Standalone para TIM e Vivo no iOS 16.4 beta

Segunda versão beta do iOS 16.4 para iPhone recebe compatibilidade com 5G SA, que usa núcleo de rede dedicado e promete menor latência

Giovanni Santa Rosa Lucas Braga
Por e
• Atualizado há 8 meses
iPhone 14 Pro vem com tela Super Retina XDR (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
iPhone 14 Pro (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Já faz alguns meses que as operadoras brasileiras começaram a implementar o 5G em frequência dedicada no Brasil. A maioria dos aparelhos, porém, opera no modo Non-Standalone (NSA). Para quem tem iPhone, isso pode mudar em breve: o iOS 16.4 beta ativou a compatibilidade com o 5G Standalone (SA).

Antes de mais nada, vamos explicar o que é esta diferença. O 5G NSA utiliza o mesmo núcleo de rede que controla o 4G. Já o 5G SA usa um core dedicado para as redes de quinta geração.

Em termos de experiência de usuário, os dois padrões são bastante parecidos, mas o 5G SA pode ter uma latência mais baixa, o que permite um tempo de resposta menor.

iPhone dependia de liberação da Apple

Nem todo smartphone é compatível com o 5G SA, e em alguns casos, eles dependem de atualizações de software para usar esta rede. É o caso dos iPhones.

A novidade é que o segundo beta do iOS 16.4 ativou a compatibilidade com esta rede. Com o software instalado, a opção de 5G aparece no menu Voz e Dados de cada chip.

A novidade foi compartilhada pelo engenheiro Vitor Gomes em seu Twitter e repercutida pelo MacMagazine.

Aparentemente, ela está disponível apenas na família iPhone 14 — as demais linhas compatíveis com 5G e atualizadas para a versão beta mais recente não exibem a chave do 5G Standalone.

5G SA usa chip diferente e pode exigir plano mais caro

Por enquanto, Vivo e TIM estão funcionando neste padrão. Já o 5G SA da Claro não é compatível com o iPhone no iOS 16.4 beta 2, mas pode ser adicionado em atualizações futuras.

Atualização em 03/03 às 09h38:

A Claro informou ao Tecnoblog que o suporte ao 5G Standalone estará disponível em todos os iPhones compatíveis com a tecnologia a partir do lançamento da versão final do iOS 16.4, prevista para ser lançada em março de 2023.

No caso do iPhone, a Apple exige a utilização de novos SIM Cards com criptografia mais avançada para acessar a rede 5G Standalone. Essa restrição não existe nos smartphones com Android, que podem utilizar o padrão com chips mais antigos dependendo da operadora.

Ainda assim, as operadoras podem restringir o padrão apenas para novos chips. No Brasil, Claro e Vivo exigem a troca do SIM Card para acessar o 5G Standalone.

Se o SIM não for compatível, o iPhone exibe a mensagem “A tecnologia 5G Standalone está indisponível porque não há segurança suficiente no SIM”.

Além disso, TIM e Claro limitaram o acesso ao 5G Standalone a alguns planos.

Com informações: MacMagazine.

Relacionados