Compra da Activision pela Microsoft deve ser aprovada na Europa

Proposta da Microsoft de licenciar jogos para concorrentes foi bem-vista pela Comissão Europeia; reguladores decidirão sobre a compra no próximo mês

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 8 meses
Campanha de Zumbis acontece no Deserto da Argélia na Temporada 5 (Imagem: Divulgação/Activision)
Franquia Call of Duty no Nintendo influenciou decisão dos reguladores europeus (Imagem: Divulgação/Activision)

Os ventos do atlântico trazem boas notícias para a Microsoft. Ou melhor, a Reuters traz a boa nova. De acordo com a agência, a Comissão Europeia (CE) “provavelmente” aprovará a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft.

O “humor” da Comissão Europeia, órgão ligado à União Europeia, melhorou depois que a Microsoft anunciou o licenciamento de jogos da Activision para as concorrentes. Nas últimas semanas, a dona do Xbox anunciou uma parceria de 10 anos com a Nintendo e com a Nvidia —com a mesma duração. Os jogos da Activision Blizzard serão portados para os consoles da Nintendo, enquanto jogos do Xbox serão liberados no streaming de jogos GeForce Now.

Aprovação da compra evitará “desmanche” da Activision

Se a CE realmente aprovar a compra da Activision Blizzard após essas parcerias, a Microsoft ficará mais longe de um dos piores cenários: a venda de diferentes divisões da sua “futura” subsidiária. Claro, ainda estamos falando de uma etapa da compra — Estados Unidos e Reino Unido continuam como as pedras no sapato.

Porém, a Microsoft não quer pagar US$ 69 bilhões na empresa e ser obrigado a vender, por exemplo, a franquia Call of Duty. A aprovação na UE seria um alívio momentâneo e ajudaria a fortalecer o seu argumento nos EUA e Reino Unido.

Socializar o Call of Duty é maneira que a Microsoft encontrou para não vender a franquia (Imagem: Divulgação/Tecnoblog)
Socializar o Call of Duty é maneira que a Microsoft encontrou para não vender a franquia (Imagem: Divulgação/Tecnoblog)

A Autoridade de Competição e Mercado (CMA), órgão regular britânico, já publicou um relatório sobre a aquisição. A CMA vê que uma maneira de evitar uma competição injusta entre Microsoft e Sony é a venda da franquia de tiro. Inclusive, a Microsoft fez a mesma proposta para a Sony. A rival japonesa ainda não tomou assinou a parceria.

A Comissão Europeia votará sobre a aquisição no dia 25 de abril. Nvidia e Nintendo entram como aliadas após a aprovação da parceria.

Com informações: Reuters e The Verge

Relacionados