Copilot do Microsoft 365 ganha sugestões para completar prompt

Microsoft divulgou mais novidades para a versão paga do Copilot. Novos recursos melhoram criação de comandos para a IA e sua usabilidade

Felipe Freitas
Por
Logotipo do chatbot Microsoft Copilot
Windows Copilot para Microsoft 365 ganha novos recursos para melhorar a usabilidade (Imagem: Reprodução/Microsoft)

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira (8) mais algumas novidades para a versão paga do Copilot. A IA generativa da big tech agora é capaz de autocompletar prompts e aprimorá-los. Essa novidade visa ajudar os usuários do Microsoft 365, o serviço de assinatura dos serviços da empresa, a ter melhores resultados com o Copilot.

Por exemplo, conforme divulgou a Microsoft em seu site oficial, o usuário pode pedir para a inteligência artificial resumir um documento de texto — algo simples de escrever. Porém, ele quer um comando mais assertivo. Então, é possível digitar um prompt e ativar uma ferramenta para que a ordem seja melhor elaborada, dizendo como a resposta deve ser dada, quais pontos devem ser destacados e como formatar o resumo.

Copilot para Microsoft 365 ganha autocompletar

Para acelerar o uso da IA, o Copilot para o Microsoft 365 também passa a contar com um recurso de autocompletar prompts. O usuário receberá sugestão de completar a pergunta ou ordem com base no que estiver escrevendo. Esse recurso também acaba por sugerir o que o usuário pode fazer.

Na imagem de exemplo (veja abaixo), o usuário começa a mensagem com “resuma” (“summarize” em inglês). Um menu suspenso abre e dá algumas indicações do que fazer. Entre as sugestões estão resumir os últimos 10 emails não lido, um arquivo e atualizações recebeidos.

Copilot irá sugerir prompts para o usuário com base em sua atividade (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Copilot irá sugerir prompts para o usuário com base em sua atividade (Imagem: Divulgação/Microsoft)

O interessante é que a imagem mostra que ao clicar no campo de texto já aparecem duas sugestões e o histórico de prompts. Para quem só usa a versão gratuita do Copilot, essas funcionalidades são bem mais úteis que o autocompletar texto — que funciona de modo parecido com o autocompletar do Word e de teclados de smartphones.

O Copilot também recebeu a função de usar prompts prontos, criados por colegas de trabalho, para quem está na versão profissional da IA. Assim, pessoas de uma mesma equipe podem utilizar comandos iguais para determinadas tarefas.

Também foi lançado um recurso que avalia a atividade do usuário e recomenda atividades. Um exemplo dado pela Microsoft é com uma reunião agendada. A IA pode sugerir que o usuário se prepare para a reunião revisando a pauta.

Com informações: The Verge

Relacionados