Modem de internet fixa 5G que deve ser utilizado pela Vivo é homologado pela Anatel

Anatel homologa CPE 5G da Askey, e manuais revelam menções à Vivo; agência já certificou equipamentos similares para Claro e Intelbras

Lucas Braga Everton Favretto
Por e
• Atualizado há 9 meses
5G
5G (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O 5G se expande aos poucos no Brasil, mas até agora as principais operadoras focam a venda do serviço para smartphones. Isso pode mudar em breve: a Anatel homologou o Askey RTL6310VW-D112, um modem 5G com roteador integrado (CPE) e Wi-Fi 6 que deverá ser utilizado pela Vivo.

O equipamento recebeu homologação da Anatel em março de 2023. As fotos externas anexadas no processo mostram um produto personalizado com logotipo da O2 — operadora europeia que é subsidiária da espanhola Telefónica, assim como a Vivo. Nos manuais em português há menções para a Vivo no nome da rede Wi-Fi.

Fotos externas do modem 5G da Askey
Fotos externas do modem 5G da Askey (Imagem: Reprodução / Anatel)

Dentre os detalhes técnicos, o equipamento da Askey é compatível somente com as tecnologias 4G e 5G, incluindo o padrão 5G Standalone na frequência de 3,5 GHz. A conexão pode ser compartilhada via Wi-Fi 6 ou cabo de rede — o produto possui duas portas LAN e uma porta WAN, que permite ligar outra conexão fixa existente.

O produto também possui uma porta RJ-11, que pode ser utilizada com um aparelho de telefone fixo. Fica a dúvida se a Vivo realmente irá vender o serviço de telefonia atrelado à conexão 5G.

Manual menciona nome da Vivo na escolha da SSID para rede Wi-Fi
Manual menciona nome da Vivo na escolha da SSID para rede Wi-Fi (Imagem: Reprodução / Anatel)

A Askey não é uma fabricante muito conhecida por usuários finais, mas a marca já é uma grande conhecida do grupo Telefónica, pois é responsável por vários roteadores utilizados pela Vivo Fibra. De acordo com o certificado de conformidade técnica, o produto é fabricado em Taiwan.

De qualquer forma, a Vivo precisa de planos melhores caso queira vender internet fixa por 5G. Atualmente, a operadora comercializa o Vivo Box com conexão 4G com franquia de 100 GB por R$ 106,99. Operadoras estrangeiras (incluindo a própria O2 na Alemanha e Reino Unido) costumam ter opções sem limite de dados em conexões dessa modalidade.

Anatel já certificou outros modems 5G para mercado brasileiro

Esse não é o primeiro produto da categoria que foi homologado no Brasil. A Anatel já havia certificado dois modems 5G para a Claro, das fabricantes ZTE e Technicolor. A agência também havia autorizado o Intelbras GX3000, equipado com chip Qualcomm 5DX62 e suporte a Wi-Fi Mesh.

Os produtos já estão certificados, mas ainda não estão disponíveis por operadoras brasileiras. Existem alguns motivos para isso, incluindo o alto custo dos terminais e a grande disponibilidade de banda larga fixa por fibra óptica ou cabos físicos. Além disso, a cobertura 5G ainda é muito incipiente no Brasil, com apenas 9,4 mil antenas licenciadas para a frequência de 3,5 GHz.

Relacionados