Opera anuncia que usará o Google Gemini em sua IA

Empresa aliará modelo GPT da OpenAI com LLM do Google. IA Aria agora é capaz de gerar imagens usando Imagen 2 e converter texto em voz

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 3 semanas
Tab Islands no Opera One
Opera usará Google Cloud e Gemini para aprimorar desempenho da Aria, IA integrada ao seu navegador (Imagem: Giovanni Santa Rosa/Tecnoblog)

A Opera anunciou nesta terça-feira (28) que usará o modelo Gemini na Aria, IA generativa integrada ao seu navegador. A empresa terá acesso ao Google Cloud para processar as tarefas da inteligência artificial. Além dessa novidade — que por enquanto segue liberada apenas no beta —, a Aria também será capaz de gerar imagens e realizar a leitura de textos em áudios.

Quando foi lançada, a Aria chegou utilizando uma das versões do LLM GPT, de propriedade da OpenAI, presente no ChatGPT e Copilot. Como explica a Opera em seu comunicado, a sua IA seguirá usando diferentes modelos para processamento dos prompts. A Aria escolhe qual modelo usar com base na tarefa a ser executada — segundo a empresa, a IA utiliza 150 LLMs.

Aria usará Imagen 2 para gerar imagens

Aria será capaz de gerar imagens usando tecnologia do Google (Imagem: Divulgação/Opera)
Aria será capaz de gerar imagens usando tecnologia do Google (Imagem: Divulgação/Opera)

A Opera utilizará o modelo Imagen 2 para a geração de imagens. Esta tecnologia foi desenvolvida pelo DeepMind, subsidiária do Google do ramo de inteligência artificial. Eu tentei testar a ferramenta, mas o meu navegador ainda não recebeu este update para a Aria.

O Google e a Opera já são parceiras há anos. Inclusive o buscador da big tech é padrão no navegador. Em outras palavras, o Google é um dos maiores anunciantes do browser. Agora que o Gemini é usado pela Aria, a big tech passa a acompanhar a sua rival OpenAI no recurso.

Falando da minha experiência com a Aria, ela continua longe de ser uma boa IA generativa. As respostas são lentas e às vezes ela não cumpre o que é pedido. No exemplo abaixo, selecionei uma palavra e pedi para ela traduzir. Ela apenas alucinou. Quem sabe isso mude com o uso do Gemini.

(Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Aria tem problemas de velocidade e de compreensão dos prompts (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Contudo, ela é prática para explicar palavras em português. Você seleciona o verbete, pede uma explicação e o menu suspenso da Aria abre, passando o significado. Assim você não precisa abrir uma nova aba para pesquisar a palavra.

Os dois navegadores da Opera, o Opera One e o Opera GX (voltado para o público gamer), tem suporte para a Aria. Recentemente, a empresa também abriu um cluster de dados de IA na Islândia, usando o hardware Nvidia DGX.

Gemini ganhando espaço

O Google largou atrasado na corrida de IAs generativas. Porém, nos últimos meses, a empresa está ganhando espaço no setor. O Gemini é usado no Galaxy AI e em breve deve estrear nos smartphones da Oppo e OnePlus. A Honor também divulgou que usará o modelo de IA do Google em seus celulares.

Relacionados