Paint do Windows 11 pode ganhar ferramenta para remover fundo de imagens

Atualização liberada para Windows Insiders traz recurso que identifica automaticamente assunto da imagem e apaga o resto com apenas um clique

Giovanni Santa Rosa
Por
Windows 11
Windows 11 (Imagem: Guilherme Reis/Tecnoblog)

O Paint já foi um programa bem básico, mas, aos poucos, ele está se tornando um editor de imagens que funciona bem para algumas tarefas um pouco mais complexas. A Microsoft está testando uma ferramenta para remoção do fundo de imagens.

O recurso funciona de modo bem simples e prático: identifica qual é o assunto da imagem e, com apenas um clique no botão correspondente na barra de ferramentas, apaga o fundo.

É possível aplicar essa alteração à imagem inteira ou especificar uma área usando a ferramenta Retângulo. A Microsoft promete que o recorte vai ser “suave”.

A novidade apareceu na versão 11.2306.30.0 do Paint. Por enquanto, ela foi liberada apenas nos canais Canary e Dev do programa Windows Insiders. Estes dois canais são os primeiros a receber novidades do sistema operacional. Isso significa que pode levar algum tempo até chegar para todo mundo.

GIF de um desenho de um personagem voador. O Paint remove o céu e a cidade por trás do personagem.
Animação mostra como funciona a remoção de fundo de imagem no Paint (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Alternativas

Mesmo sem a ferramenta, já é possível criar imagens com fundo transparente no Paint e no Paint 3D. No entanto, o processo envolve vários passos e não apenas um clique, como é a proposta atual da Microsoft.

Como nota o Verge, outros aplicativos de imagem já permitem fazer isso, mas há limitações de acesso.

No Canva, por exemplo, a remoção de fundo só está disponível para assinantes do Canva Pro, que custa até R$ 34,90 mensais. Já o Adobe Express oferece essa ferramenta e é gratuito, mas exige que você crie uma conta da Adobe.

Paint e Bloco de Notas continuam ganhando atualizações

E esta é só uma das novidades a caminho para o Paint. A Microsoft estaria testando também uma ferramenta para criar imagens a partir de comandos em texto, usando a mesma inteligência artificial do Bing.

O Paint não é o único app clássico do Windows a ganhar recursos modernos. O Bloco de Notas, por exemplo, pode receber a opção de salvamento automático, ajudando os usuários a não perder seu trabalho.

Nem todos os aplicativos têm essa sorte, porém: o editor de texto WordPad deve desaparecer na próxima geração do Windows, prevista para 2024. A Microsoft recomenda que os usuários migrem para o Bloco de Notas ou para o Word.

Com informações: Microsoft, The Verge

Receba mais sobre Windows 11 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados