Pessoas com deficiência visual poderão encontrar objetos com ajuda do Android

Lookout vai usar a câmera do smartphone para auxiliar usuário a chegar até uma cadeira ou achar uma garrafa, por exemplo

Giovanni Santa Rosa
Por
Google Play Protect deixa o Android mais seguro ao barras apps nocivos (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Google anunciou novidades para o Dia Mundial da Conscientização sobre a Acessibilidade (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O Google vai atualizar sua ferramenta Lookout, do Android, para que ela possa ajudar pessoas com deficiência visual que estão procurando objetos ao seu redor. O novo recurso se chama Find e é capaz de localizar oito categorias de itens, instruindo o usuário a chegar até eles.

Após escolher uma das categorias, o usuário deve apontar a câmera do smartphone para seus arredores. O Find, então, dá instruções de direção e distância para chegar ao objeto desejado. Entre as opções, estão portas, copos, banheiros e carros, entre outros.

Tela do Google Lookout com categorias de objetos  que podem ser buscadas
Lookout dá oito categorias de objetos para usuário escolher o que quer identificar (Imagem: Divulgação / Google)

As atualizações do Lookout foram anunciadas como parte do Dia Global da Conscientização sobre a Acessibilidade. O Lookout já existe há alguns anos. Ele é capaz de ler em voz alta rótulos, placas e documentos, ajudando pessoas cegas ou com baixa visão.

Infelizmente, nem todos os recursos estão disponíveis em português, como identificar cédulas e moedas de reais. As descrições de imagens geradas por IA, lançadas no início do ano, também estão disponíveis apenas em inglês, por enquanto.

Ilustração de um olho se movendo para a esquerda e um smartphone selecionando o emoji de aceno, que está à esquerda
Look to Speak terá modo com emojis, símbolos e fotos (Imagem: Divulgação / Google)

O Google também trouxe novidades para o aplicativo Look to Speak. Com ele, é possível escolher frases usando movimentos dos olhos — a frase selecionada é dita em voz alta pelo celular. A nova atualização traz um modo sem texto, usando apenas emojis, símbolos e fotos, para tornar a comunicação mais acessível.

Maps terá informações de acessibilidade

Além de Lookout e Look to Speak, o Maps também recebeu novidades. A versão web da plataforma ganhou informações sobre acessibilidade para cadeiras de roda, incluindo detalhes sobre banheiros e estacionamento.

Os aplicativos do Maps para Android e iOS também vão passar a contar com instruções de voz detalhadas e leitura de tela em todo o mundo e em todos os idiomas disponíveis no serviço. Estes recursos devem ajudar pessoas cegas ou com visão baixa.

Por fim, estabelecimentos poderão acrescentar informações sobre transmissão por Auracast. O Auracast permite transmitir áudio para vários dispositivos Bluetooth ao mesmo tempo e pode ser usado para conteúdos de acessibilidade.

Project Gameface chega ao Android

Ainda nos anúncios de acessibilidade, o Google vai liberar o Project Gameface para Android no GitHub. Com a iniciativa, pessoas com deficiência poderão usar expressões faciais e movimentos de cabeça para controlar um cursor de mouse para games.

A Apple também está trabalhando em recursos do tipo. Nesta quarta-feira, ela anunciou que o iPhone e o iPad usarão a câmera frontal para rastrear os olhos dos usuários, permitindo que pessoas com deficiência usem smartphones e tablets.

Com informações: Google, Engadget, The Verge, TechCrunch

Relacionados