Samsung estima que lucro despencou 60% no primeiro trimestre

Queda nas vendas de chips de memória e telas são os vilões que mais afetam a Samsung

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Samsung Research America, em Mountain View (Foto: Divulgação/Samsung)

A Samsung vai apresentar os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019 só no final do mês, mas estima que o lucro da sua divisão de eletrônicos caiu cerca de 60% em relação ao mesmo período do ano anterior. Essa deverá ser a queda mais acentuada na lucratividade da Samsung Electronics nos últimos quatro anos.

Nas previsões da companhia, o lucro operacional do primeiro trimestre de 2019 ficará em 6,2 trilhões de wons (moeda sul-coreana), montante equivalente a US$ 5,5 bilhões. No mesmo período do ano anterior, o lucro correspondeu a US$ 13,76 bilhões.

Apesar de o primeiro trimestre de 2018 ter sido mais favorável, a Samsung encerrou os últimos três meses do mesmo ano com queda no lucro. Em parte, o problema foi ocasionado pela queda na demanda por celulares e chips de memória.

Com relação ao primeiro trimestre de 2019, é praticamente certo que o segmento de dispositivos móveis também contribuiu para o encolhimento das cifras, mas os maiores vilões deverão ser o segmento de telas e, novamente, o de chips de memória, o que não surpreende: esse mercado está passando por uma diminuição sazonal de demanda.

Chip LPDDR5 Samsung

Na previsão de analistas, as vendas de chips de memória só deverão melhorar no segundo semestre de 2019, período previsto para que as empresas de datacenters voltem a fazer grandes pedidos de componentes.

Já o segmento de telas poderá ter um futuro mais duvidoso. A própria Samsung alertou, em ocasião anterior, que os preços de painéis LCD estão caindo mais do que o esperado por conta da expansão da capacidade produtiva da indústria chinesa. Ao mesmo tempo, a demanda por suas telas OLED tem recuado.

Por conta desses fatores, o momento é de cuidado. Mas existe um segmento que tem animado toda a indústria, inclusive a Samsung: o de redes 5G. Para a companhia, a demanda por chips e equipamentos para esse novo mercado deverá ter impacto bastante positivo em suas vendas nos próximos anos.

Em um prazo mais curto, a empresa espera que as vendas da linha Galaxy S10 tragam resultados animadores.

Com informações: Bloomberg, CNBC.

Receba mais sobre Samsung na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados