Leitor de digitais do Galaxy S10 aguenta arranhões, mas não rachaduras na tela

Quão resistente é o leitor de impressões digitais ultrassônico sob o display do Samsung Galaxy S10?

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Samsung Galaxy S10

O Samsung Galaxy S10 é o primeiro smartphone com leitor de impressões digitais ultrassônico sob o display, o que levanta dúvidas sobre a durabilidade do componente: será que vou precisar ter ainda mais cuidado para não riscar a tela? Testes de resistência mostram que arranhões não são suficientes para inutilizar o sensor — mas rachaduras sim.

Quem colocou o lançamento da Samsung à prova foi, claro, Zack Nelson. O vídeo mostra que o Galaxy S10 tem boa qualidade de construção, com bordas de alumínio e um corpo resistente, que não dobra com facilidade. A tela Dynamic AMOLED aguenta bem o tranco: algumas marcas surgem ao tentar queimar o painel com um isqueiro, mas os pixels se recuperam totalmente em segundos (painéis Super AMOLED anteriores costumavam ficar com manchas brancas).

Mesmo arranhando a tela na região sobre o leitor de impressões digitais ultrassônico com uma intensidade que você provavelmente não vai conseguir em condições normais de uso, o sensor ainda consegue ler com rapidez os dedos de JerryRigEverything. É uma boa notícia para o componente — que tem a vantagem de funcionar mesmo quando seus dedos estão molhados com suor, por exemplo.

O sensor só falha quando Zack Nelson faz riscos profundos no display, simulando rachaduras. Nesse caso, o Galaxy S10 informa que houve muitas tentativas falhas de desbloquear o aparelho com as impressões digitais e sugere utilizar a senha, PIN ou padrão. Vale lembrar que o aparelho também possui tecnologia de reconhecimento facial — mas sem toda a segurança do Face ID dos iPhones.

Pelos resultados, dá para inferir que a película de tela pré-instalada nos Galaxy S10 e S10+ pode ajudar a evitar arranhões na tela, mas não deve proteger o leitor de impressões digitais durante uma queda, por exemplo. Para não pagar uma fortuna na assistência técnica, é melhor colocar a capinha assim que tirar o aparelho da caixa — e, se a Samsung mantiver a tradição, uma capa transparente deverá estar inclusa no kit.

Análise do Galaxy S10+ em vídeo

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados