Foi de legado: Samsung Galaxy S10 para de receber atualizações de segurança

Lançado em 2019, topo de linha da Samsung recebeu patch de segurança no mês passado; fabricante removeu Galaxy S10 da lista de cronograma de atualização

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 4 meses
Samsung Galaxy S10+ e S10e (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S10+ e S10e (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Como diz o ditado, acabou-se o que era doce. A Samsung removeu a série Galaxy S10 da lista de smartphones aptos a receber atualizações de segurança. O topo de linha da fabricante no ano de 2019 teve seu último patch enviado no mês passado, encerrando o seu ciclo de suporte, conforme divulgado no seu lançamento.

Todavia, isso não quer dizer o fim definitivo de atualizações de segurança no Galaxy S10. A Samsung pode lançar algum patch no futuro se envolver alguma vulnerabilidade muito grave — e se justificar que ainda compensa o esforço. Vale notar que o Galaxy S10 não foi um dos modelos afetados pela falha grave encontrada no modem de alguns celulares equipados com o Exynos.

O próximo smartphone de 2019 que perderá o suporte para atualizações de segurança será o Galaxy Z Flip, o primeiro de todos.

Galaxy S10 encerrou “tradição” dos flagships da Samsung

A linha Galaxy S10 marcou o “fim de uma era” no portfólio da Samsung. A série foi a última com nomenclatura antiga dos topos de linha marca — tanto dos números quanto das versões—, tinha notch punch-hole no canto da tela, câmeras em posição horizontal, suporte de três anos para sistema operacional e quatro de segurança.

No ano seguinte, a Samsung atualizou os números no nome da linha S. Desde 2020, a “dezena” dos anos é a mesma da dezena dos Galaxy S: S20, S21, S22 e S23. E o posicionamento dos modelos também foi alterado.

Samsung Galaxy S10
Série Galaxy S10 foi a última com câmeras alinhadas verticalmente (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Calma na explicação a seguir: o Galaxy S10e virou o S2X “sem sobrenome”. O S10 deu lugar aos “S2X +”. Por fim, Galaxy S10 +, o último nível dos topo de linha, se transformou nos Galaxy S Ultra. O Galaxy S10 Lite deu lugar a linha S20 FE e S21 FE. A versão FE não surgiu na série S22 e provavelmente não veremos no S23.

O furo no canto tela foi centralizado. As câmeras traseiras agora são alinhadas verticalmente. Já o suporte foi ampliado: quatro anos para sistema operacional e cinco para os updates de segurança.

Tudo isso aconteceu quatro anos atrás. E o Tecnoblog esteve in loco no lançamento da linha Galaxy S10.

Com informações: AndroidPolice

Receba mais sobre Galaxy S10 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados