Sefaz fora do ar: chuva no Rio Grande do Sul afeta nota fiscal no país inteiro

Empresas encontram dificuldades para emissão de notas fiscais. Página do Sintegra apresenta instabilidade nos últimos dias.

Thássius Veloso
Por
• Atualizado há 2 semanas
Print do site do Sintegra com o mapa do Brasil
Sintegra passa por lentidão (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Resumo
  • As enchentes no Rio Grande do Sul causaram lentidão na emissão de notas fiscais e outras atividades tributárias em diversos estados brasileiros, afetando o sistema Sintegra, que é centralizado pela Sefaz-RS.
  • O Sintegra, que opera a partir do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), enfrenta instabilidade devido aos impactos das chuvas na infraestrutura local.
  • A Secretaria da Fazenda de Alagoas recomendou que os contribuintes emitam manualmente o Documento Auxiliar do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) em papel com a indicação de “Contingência” devido às dificuldades operacionais.
  • Empresários estão utilizando regimes de contingência para a emissão de notas fiscais, como relatado nas redes sociais, destacando a gravidade da situação.

Representantes de empresas em diversos estados brasileiros encontram dificuldades para emissão de notas fiscais e outras atividades realizadas pelas plataformas da Sefaz (a Secretaria da Fazenda) de cada região devido às enchentes no Rio Grande do Sul. A Sefaz-RS centraliza parte das operações de compra, venda ou prestação de serviços pelo país.

Como já se sabe, o Rio Grande do Sul enfrenta fortes chuvas desde a semana passada. A contagem de mortos se dá na casa das dezenas e o prejuízo material ainda não foi calculado nesta que já é a maior tragédia climática do estado.

O chamado Sintegra (Sistema Integrado de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços) fica hospedado no Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), localizado no Centro Histórico da capital, Porto Alegre. A Sefaz de lá dá apoio aos sistemas computacionais adotados por administrações tributárias de diversas unidades da federação. Por ora não há nenhum boletim que liste todos os estados impactados pelo problema.

Estados impactados

Confira abaixo a listagem de unidades federativas que são adeptas das várias tecnologias presentes no ambiente fiscal do Rio Grande do Sul (SVRS).

  • Consulta de cadastro: Acre (AC), Espírito Santo (ES), Rio Grande do Norte (RN), Paraíba (PB) e Santa Catarina (SC).
  • Demais serviços de NF-e: Acre (AC), Alagoas (AL), Amapá (AP), Ceará (CE), Distrito Federal (DF), Espírito Santo (ES), Pará (PA), Paraíba (PB), Piauí (PI), Rio de Janeiro (RJ), Rio Grande do Norte (RN), Rondônia (RO), Roraima (RR), Santa Catarina (SC), Sergipe (SE) e Tocantins (TO)
  • Contingência: Amazonas (AM), Bahia (BA), Goiás (GO), Maranhão (MA), Mato Grosso do Sul (MS), Mato Grosso (MT), Pernambuco (PE) e Paraná (PR).
Print do site do Sintegra no qual se lê mensagem de que "não é possível acessar esse site"
Página do Sintegra apresenta instabilidade (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

A Secretaria da Fazenda de Alagoas emitiu um comunicado no qual confirma a lentidão em diversos processos fiscais. Ela recomendou ainda que os contribuintes emitam o Documento Auxiliar do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) em papel, com a expressão “Contingência” destacada.

Por meio das redes sociais, empresários relatam que estão emitindo notas fiscais em regime de contingência nos últimos dias por causa das chuvas no Rio Grande do Sul.

Confira a reação das pessoas na web

Receba mais sobre Rio Grande do Sul na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados