WhatsApp

Sua conta do WhatsApp pode ser clonada por criminosos para roubar dinheiro de amigos e parentes. Um golpe divulgado recentemente conta com a ajuda de funcionários de operadoras, que transferem seu número de celular para outro chip e permitem que o aplicativo de mensagens seja ativado em outro aparelho. De posse da sua conta, criminosos se passam por você para pedir dinheiro a contatos próximos.

O golpe foi divulgado neste domingo (12) pelo Fantástico, mas vem sendo aplicado há bastante tempo. Em julho de 2016, um funcionário da Vivo foi preso em flagrante no Maranhão depois de ter sido pego desativando os celulares das vítimas e habilitando as linhas em chips em poder dos criminosos. Na semana passada, dez pessoas de Porto Alegre procuraram a polícia para denunciar o esquema.

Na prática, é como se você fosse a uma loja da sua operadora dizendo que precisa trocar seu chip, mas manter o número. Sua linha, então, sai do ar e vai para o aparelho do golpista, que consegue entrar na sua conta do WhatsApp. Enquanto você não percebe nada de errado, o criminoso envia mensagens para pais, amigos ou até secretárias, se passando por você — em um dos casos, um empresário teve prejuízo de R$ 100 mil depois que sua secretária transferiu dinheiro e até pagou contas de criminosos.

Não é muito difícil perceber que seu WhatsApp foi clonado. Para que sua linha seja transferida temporariamente para o chip de um golpista, você ficará sem sinal no chip atual. E, enquanto estiver usando o smartphone, o aplicativo de mensagens pedirá que você verifique seu número de celular novamente, como se tivesse reinstalado o WhatsApp — no entanto, como você está sem sinal, não conseguirá receber o SMS de verificação e ficará impossibilitado de se comunicar.

Também é simples se proteger: na quinta-feira (9), o WhatsApp liberou para todos os usuários um recurso de verificação em duas etapas. Com a proteção ativada, caso você (ou um golpista) ative seu WhatsApp em outro celular, precisará, além do SMS de verificação (que poderia ser interceptado ou desviado para outro chip), uma senha de 6 dígitos que só você possui. É melhor se precaver.

Receba mais sobre WhatsApp na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados