Xiaomi deixa de atualizar MIUI em nove celulares Redmi

Xiaomi encerrou atualizações de versão para MIUI em celulares lançados em 2016, incluindo Redmi 4 Prime, Redmi Pro e Redmi 3S

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Xiaomi Redmi 3S Prime

A Xiaomi está encerrando as atualizações de versão para a MIUI em diversos celulares lançados em 2016, incluindo o Redmi 4 Prime, Redmi Pro, Redmi 3S e versões específicas do Redmi Note 4 e Note 3. Isso significa que esses smartphones vão permanecer na versão MIUI 10. A empresa diz que a ideia é “garantir melhor a estabilidade dos dispositivos Redmi”.

Desde o dia 4 de abril, a Xiaomi não libera atualizações da MIUI para nove smartphones: eles deixarão de ganhar novos recursos, mas seguirão recebendo suporte e correções de segurança. Todos foram lançados em 2016 e rodam o Android 6.0 Marshmallow com a interface MIUI 10.

A Xiaomi consegue atualizar a MIUI sem mudar a versão-base do Android. Por isso, você pode encontrar a MIUI 10 rodando em celulares com Android 6.0 Marshmallow, 7.1 Nougat, 8.1 Oreo e 9.0 Pie.

A fabricante decidiu fazer uma limpeza em sua base de dispositivos atualizáveis “como parte da estratégia geral de marca da Redmi”. A Redmi se tornou uma marca independente este ano após o lançamento do Redmi Note 7; ela será focada em dispositivos mais acessíveis e vendidos em flash sales pela internet.

Quais celulares Xiaomi não terão novas versões da MIUI?

Estes são os dispositivos que deixaram de receber atualizações da MIUI:

Há alguns detalhes a se atentar aqui. A Xiaomi interrompeu as atualizações somente para o Redmi 4 na China; a versão global — vendida em alguns países como Redmi 4X — tem codinome “santoni” e não é mencionada pela empresa. Ela também cita apenas o Redmi Note 4 com processador MediaTek, não o modelo com Snapdragon (codinome “mido”).

Para os dispositivos mencionados na lista, a Xiaomi recomenda migrar da versão MIUI 10 beta (Global Developer ROM) para a versão estável (Global Stable ROM). A ROM estável pode ser baixada no site oficial; ela continuará recebendo correções de segurança. É necessário fazer o download da Fastboot ROM mais recente para seu dispositivo e instalá-la usando a Mi Flash Tool; o tutorial está aqui.

Segundo a Xiaomi, os modelos não mencionados na lista acima “não serão afetados por enquanto”. Ela promete avisar os usuários sobre quaisquer mudanças no futuro.

Com informações: Xiaomi, XDA Developers.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados